Como diagnosticar os sintomas de um ataque cardíaco

Assim que ficamos mais velhos, é importante conhecer os sinais e sintomas de ataques cardíacos. Ataques cardíacos pode atingir homens e mulheres de qualquer idade. Embora quase metade dos ataques cardíacos fatais ocorram em mulheres, os homens correm mais riscos de ataque cardíaco. Se você acha que está tendo um ataque cardíaco, procure atendimento médico imediatamente.

  1. Desconforto no peito é um sintoma comum de ataque cardíaco em homens e mulheres. O desconforto pode começar e parar, ou pode durar. Dado que a maioria dos ataques cardíacos começa geralmente lento e de leve, você pode considerar a dor como nada grave. Porém, esteja atento a qualquer dor na área do peito. Muitos pacientes de ataque de coração relatam que a dor é como se alguém estivesse apertando seu peito, ou que sentem uma pressão muito desconfortável - como se um peso fosse colocado no peito. Outras pessoas relatam que sabiam que estavam tendo um ataque cardíaco porque a dor era muito intensa.
  2. Se você está tendo um ataque cardíaco, pode ter desconforto ou dor em outras áreas do seu corpo. A dor geralmente é na parte superior do corpo e pode ficar ao redor do pescoço, queixo, braços, costas ou até o estômago.
  3. Náuseas, tonturas e suor frio também são sintomas comuns de ataques cardíacos nas mulheres. As mulheres parecem também ter náuseas / vômitos e falta de ar mais do que os homens durante um ataque do coração.
  4. É importante saber que ataques cardíacos silenciosos somam até um quarto de todos os ataques cardíacos. Ataques silenciosos ocorrem sem sintomas e são mais comuns em mulheres, especialmente aquelas com diabetes. A única maneira de saber se você já sofreu um ataque cardíaco silencioso é através de um eletrocardiograma.
  5. Se você acha que está tendo um ataque cardíaco (ou se você estiver na presença de alguém que está tendo um ataque cardíaco), ligue imediatamente para 192. Não insista em dirigir para o hospital ou que alguém te leve para lá, a menos que você esteja em uma área remota onde serviços médicos de emergência não cheguem. O problema de ir de carro é a possibilidade de desmaios ou paradas cardíacas durante a viagem. Se você ligar para o 192, o pessoal médico poderá iniciar o tratamento durante a viagem. Mais um detalhe, se você chegar de ambulância, vai receber tratamento mais rápido no hospital do que se chegar de transporte pessoal. Cada minuto que seu coração ficar sem um fornecimento adequado de sangue pode ser prejudicial.
  6. Quando chegar ao hospital, você fará um exame físico ligado a um eletrocardiograma. Você também terá seu sangue retirado para fazer o diagnóstico necessário. Estes procedimentos irão ajudar a diagnosticar um ataque do coração.
  7. Você deve saber que mais de 85 por cento dos indivíduos abaixo de 65 anos que têm ataques cardíacos são capazes de se recuperar e retornar ao seu habitual estilo de vida se os cuidados de emergência forem dados rápido o suficiente. Não ignore qualquer sintoma de ataque cardíaco, não importa o quanto eles pareçam ser leves. Esqueça o que você vê nos filmes, nem todos ataque cardíaco é tão forte a ponto da pessoa agarrar o peito e cair no chão. Alguns ataques cardíacos são muito leves. No entanto, se não for tratado, pode continuar e ficar cada vez mais grave com o tempo.