Como tratar psoríase

Poucas pessoas contam ao mundo que têm psoríase. Mas se você acha que é o único com manchas de pele vermelhas e escamosas, olha em volta no café ou no restaurante - há grandes chances de que, quer você perceba ou não sinais visíveis, haja mais pessoas sofrendo de psoríase em seu meio.

  • O que é psoríase? A psoríase é uma doença dermatológica incurável, definida pela aceleração do ciclo de vida natural das células da pele. As células da pele nascem nas camadas mais profundas de nossa pele, e ao longo de sua vida migram para as camadas mais externas, onde por fim morrem e nosso organismo as descarta. A duração deste ciclo celular é normalmente um mês. Em contrapartida, a psoríase faz o ciclo celular da pele durar apenas por alguns dias.
  • A resposta imune para trás da psoríase. Na raiz da psoríase há uma resposta misteriosa de nosso sistema imunológico. As células T normalmente repelem elementos não desejados como bactérias e vírus, a fim de impedir a infecção. Mas, no corpo de alguém com psoríase, as células T também direcionam a sua atividade contra células da pele saudável. Essa atividade equivocado diz ao corpo que ele deve substituir as células ruins por novas células, levando à aceleração do ciclo celular descrito anteriormente. Embora o motivo das células T para atacar estas células da pele não esteja claro, os cientistas acreditam que algumas pessoas são geneticamente predispostas a desenvolver a psoríase.
  • O que induz estes surtos? A psoríase aparece e desaparece durante toda a vida. Muitos pacientes sentem que não há épocas ou razão para a ocorrência de um surto de psoríase. No entanto, os acionadores suspeitos incluem tabagismo, estresse, estação fria, infecção ou trauma da pele variando de queimaduras solares a um corte.
  • Sintomas. A psoríase é muito comum (afetando cerca de três por cento dos americanos), mas tem variações de gravidade que vão do ligeiramente irritante ao quase insuportavelmente doloroso. A aceleração do ciclo celular faz as células se amontoarem em pedaços grossos caracterizados pela vermelhidão, textura escamosa e coceira. Às vezes, a área afetada da pele racha e sangra.
O tamanho, localização e aparência dessas manchas inflamadas de pele variam de pessoa para pessoa. Algumas pessoas têm psoríase nas unhas, também, e então as unhas passam a ter uma aparência alterada - mais espessa, por vezes descoloridas, rachados ou cheias de pequenas manchas. Em algumas pessoas, a psoríase pode afetar até as articulações, de maneira dolorosa semelhante à artrite.
  • Diagnóstico. Os sintomas da psoríase muitas vezes são difíceis de distinguir de outras doenças da pele, como o eczema por exemplo. Para diagnosticar com precisão a psoríase, marque uma entrevista com um dermatologista.
  • Tratamento. O tratamento a ser seguido depende do histórico médico do doente e condição atual, idade, sexo e gravidade da psoríase. Geralmente, o tratamento da psoríase começa com opções que causarão a menor quantidade possível de danos colaterais, progredindo então em direção a tratamentos mais tóxicos conforme a gravidade do psoríase. Os tratamentos mais comumente prescritas são listados aqui, em ordem crescente de potência e riscos à saúde.
    • Variedade tópica. A forma mais moderada de tratamento, os remédios tópicos para psoríase incluem corticosteróides (comumente aplicado duas vezes ao dia), barras de carvão,    antralina, cremes retinóide e hidratantes. Os hidratantes aliviam a pele seca, rachada e com coceira. Além destas funções, as pomadas medicinais também visam reduzir a aceleração do ciclo celular da pele. Estas pomada não estão livres de efeitos colaterais secundários, no entanto. O uso extensivo de corticóides, por exemplo, pode levar ao afinamento e/ou descoloração da pele.
    • Terapia UV e fotoquimioterapia. O poder da luz solar para combater a psoríase tem sido reconhecida há mais de um século. Todavia, a exposição excessiva pode levar à ocorrência de surtos de psoríase, sem mencionar as preocupações de saúde mais sérias, como o melanoma. Os médicos frequentemente sugerem aos pacientes que aumentam a exposição a UV natural (dentro de limites seguros, é claro), e também prescrevem um tratamento com UV artificial incidindo sobre as áreas específicas afetadas. Os médicos não só prescrevem o tratamento UV para alguns pacientes, mas também o prescrevem em conjunto com medicamentos orais para criar um efeito sinérgico. O resultado da fotoquimioterapia é a diminuição da produção de células na pele que está sofrendo o surto de psoríase. Porém, uma vez que estes tratamentos, em última instância, podem levar ao desenvolvimento de câncer de pele, geralmente são recomendados apenas para casos mais graves de psoríase, ou depois que outras opções de tratamento menos severos tenham sido esgotadas.
    • Pílulas ou injeções. Quando as opções menos tóxicas de tratamento não produziram resultados no combate à psoríase, os médicos mudam para vários outros medicamentos de combate à psoríase. Alguns, como os retinóides, têm um histórico de luta contra doenças da pele, devido à sua capacidade de frear a produção de células da pele. Drogas imunossupressoras são muitas vezes utilizados para combater a psoríase, devido à sua capacidade de inibir o ataque equivocado do sistema imunológico às células saudáveis da pele. Os médicos, por vezes, confiam inclusive em drogas cujo histórico de utilização não é dermatológico, mas cuja aplicação a psoríase tem sido bem sucedida quando outros tratamentos fracassaram. No entanto, esses tratamentos são a escolha final por uma razão - toxicidade. Os exames de sangue e de fígado tornam-se uma rotina quando você está fazendo uso destas medicações.
Se você suspeitar que pode estar com psoríase, marque uma consulta com um dermatologista para determinar se a psoríase é ou não é realmente a causa do seu desconforto e sintomas visíveis. Embora a doença seja incurável, ela não é, também, um risco de vida e existem tratamentos bem-sucedidos para as pessoas portadoras da psoríase. Todos nós que vivemos com psoríase devemos nos lembrar de que a doença é comum. Redes de apoio e fóruns on-line permitem que as pessoas com psoríase partilhem suas experiências e sucessos.