Como fazer um gráfico de dispersão

Um gráfico de dispersão é um tipo de gráfico que une dois conjuntos emparelhados de dados. É útil para se tentar encontrar a correlação entre dois conjuntos de dados. Veja como fazer um gráfico de dispersão:

  • Desenhe uma grade. Primeiro, desenhe uma linha horizontal (eixo X). Em seguida, desenhe uma linha vertical (eixo Y) cruzando o centro da linha horizontal. Isso é mais bem feito num papel de gráfico, porque você poderá determinar cada ponto precisamente ao invés de adivinhar uma localização aproximada. Se todos seus pontos de dados forem números positivos e não negativos, você não precisará de toda a grade. Apenas desenhe uma forma L virada para a direita. A borda inferior do L é o eixo X, e a borda vertical é o eixo Y.
  • Determine cada eixo. A escala que você usa depende dos dados que você precisa colocar. Por exemplo, sua escala pode ir de 1 a 10, com rótulos a cada número inteiro. Pode ir de 1 a 100, com rótulos a cada 10 números. Pode ir de 0 a 1, com rótulos a cada 0,1.
  • Determine os pontos de dados. A primeira coluna de dados está relacionada com a orientação do ponto de dados ao longo do eixo X. A segunda coluna está relacionada ao eixo Y. Por exemplo, se o ponto de dados é (3.5), ele deve ser traçado 3 unidades para a direita, do ponto onde os eixos X e Y se cruzam, e cinco unidades para cima. Cada ponto deve ser representado por um pequeno ponto ou um X. Se você tiver dois conjuntos de dados que não sejam escrito na forma de (3.5), o eixo horizontal deve ser uma variável independente, ou aquele que você acha que causou o outro. O eixo vertical é a variável dependente, ou o que você acha que foi causado por outro conjunto de dados.
  • Veja os resultados. Se os resultados ficarem bem agrupados ao longo de uma linha ou parábola (forma de U ou V), há uma forte correlação entre os dois conjuntos de dados. Se eles não parecem estar relacionados, a associação entre os dois conjuntos de dados é fraca, ou pode não haver correlação alguma. Se elas estiverem fortemente correlacionadas e formarem um declive acentuado, então uma mudança na primeira variável afeta bastante a segunda variável. Se a inclinação é quase plana (horizontal), uma grande mudança na primeira variável afetará apenas um pouco a segunda variável.


O diagrama de dispersão ou gráfico de dispersão é frequentemente utilizado em aulas de álgebra, mas há muitas aplicações no mundo real. Por exemplo, pode se calcular as horas de sono dos alunos na noite anterior a um exame com suas notas no mesmo exame para ver se a quantidade de sono causa uma mudança nas notas dos alunos.