Como ser mais criativo e fazer você mesmo feliz

Para qualquer um de nós que cria, a felicidade e a criatividade estão tão estreitamente ligadas que elas são quase inseparáveis. Quando você é mais criativo, isso te faz feliz, e quando você está feliz com sua criatividade, se torna muito mais fácil criar mais. E assim o ciclo positivo continua a alimentar e se sustentar.

A luta vem quando se tenta entrar neste círculo alegre e criativo, em primeiro lugar. Isso pode, muitas vezes, parecer ser um clube exclusivo que promete o mundo, mas depois não parece lhe oferecer nenhuma forma de se tornar membro!

Então aqui estão 7 dicas para te ajudar a ser mais criativo e te fazer feliz:

  • Crie o que você gosta de criar. Muitas vezes nós podemos ser altamente criativos, mas ainda sentir que falta alguma coisa tanto no processo, como no resultado. A razão é que estamos criando aquilo que não queremos criar. Em vez disso, nós estamos tentando fazer jus a uma versão de outra pessoa do que o sucesso criativo é, e fazendo a arte que outra pessoa irá aprovar. Volte para criar aquilo que você gosta de criar, na forma como você gosta de criar. É a única maneira você encontrará a verdadeira felicidade criativa.
  • Reconheça os efeitos mais amplos de ser feliz. Muitos de nós sentimos que ser feliz é um estado egoísta, insular, e que leva a culpa e dúvida. Porém, perceba que quando você está feliz, isso te torna mais divertido e mais positivo de estar em torno, e seus relacionamentos se tornam mais fáceis. A felicidade se espalha, então simplesmente encontrando-a por si mesmo, você automaticamente a compartilha à sua volta.
  • Aceite que a criatividade não é apenas fazer arte. Você sente que não é um "verdadeiro artista", a menos que escreva e publique dezenas de romances, ou tenha uma nova exposição de pinturas a cada mês? A criatividade é uma forma de ser, ver, agir e fazer, não só fazer arte. Pense nas muitas maneiras em que você é criativo, em cada momento da sua vida, e aceite que a sua criatividade é muito maior e mais diversificada do que você está dando crédito para você mesmo.
  • Defina pequenos objetivos, e dê passos minúsculos e gerenciáveis. É fácil dizer que pretende ser mais criativo, definir metas enormes, praticamente impossíveis de serem alcançadas, então quando você chegar apenas na metade, desistir e se achar um completo fracasso. Em vez disso, dê um passo de cada vez, desenvolva o aumento da criatividade com apenas 15 minutos a cada dia. Encontre o seu ritmo, forme hábitos criativos e desenvolva-os de forma constante no seu próprio ritmo.
  • Compartilhe a criatividade da vida dos outros. Criar em isolamento significa que você perde de duas maneiras. Primeiro, ninguém aprecia, valoriza e é inspirado pelo seu trabalho. Segundo, você deixa escapar a incomparável sensação de saber que apenas algumas palavras de incentivo ou uma partilha de lutas levou a uma outra pessoa ter um avanço em sua própria criatividade e felicidade. Encontre ambos estes benefícios entrando numa comunidade criativa.
  • Trate você mesmo como seu melhor amigo. Como artistas, temos tendência de sermos altamente críticos do nosso próprio trabalho, e dizemos coisas destrutivas para nós mesmos que nós nem sonharíamos em dizer a mais ninguém. Imagine-se como seu melhor amigo, e pense na próxima vez que você começar a criticar a si mesmo, isto é uma coisa que melhor amigo faria? Apoie-se da mesma forma que você apoiaria um amigo próximo - seja simpático, solidário e empatético.
  • Dê a você mesmo permissão para ser criativo. E feliz! Permissão é um conceito enorme tanto em criatividade quanto felicidade. Você pode seguir todas as dicas e exercícios de criatividade do mundo, mas no fundo você deve dar a você mesmo a chance de ser criativo e feliz, para aceitar é algo que você merece, e algo que irá não só reforçar a sua própria vida, mas a vida das pessoas à sua volta também. Diga em voz alta: "Hoje e todos os dias daqui pra frente, vou me dar plena permissão para ser criativo e feliz!"