Como ler partituras

Aprender a ler partituras pode parecer amedrontador para algumas pessoas, especialmente aquelas sem nenhuma experiência musical prévia. As partituras contêm a sua própria linguagem impressa em papel. A chave é encontrar uma forma de entender o código, ler música e ser capaz de tocar ou cantar exatamente a nota certa. Se você quiser aprender a ler partituras, veio ao lugar certo. O artigo a seguir contém um guia que vai ensinar você a ler partitura, bem como listas dos recursos que você pode usar para aprender mais sobre música, em geral.

Se você quiser saber mais - e em uma noite, nada menos - aqui vai uma recomendação: Learn To Read Music In One Evening. Quem não quer gratificação instantânea? Se preferir vídeo aulas, o que pode ser extremamente útil quando você está aprendendo a ler música, recomendo vivamente Music Master Pro.

1. A estrutura da partitura. As partituras são criadas com uma estrutura específica. A pauta da partitura é composta de tudo que você precisa para poder ler a música. Dependendo de uma variedade de fatores, a pauta vai dizer-lhe exatamente quais notas você precisará tocar. A primeira coisa que você precisa fazer é ser capaz de identificar a pauta.

1.1 O que é a pauta? A pauta é um conjunto de cinco linhas e quatro espaços. Cada linha e espaço e tem o nome de uma nota. Na pauta, você vai encontrar notas, compasso, um símbolo representando uma clave, uma tonalidade, e diversos símbolos que vão afetar o ritmo e o tom de cada nota. Todas estas coisas funcionam juntas para criar a música que é tocada ou cantada. Aqui está uma foto de uma pauta musical:

1.2 Quais são as claves e porque nós as usamos? Baseado no instrumento que você toca - piano, violão, violino, trombone -  ou a voz que você canta (tenor, baixo, contralto, soprano, etc) a sua partitura vai ser escrita em uma das duas claves (clave de sol e clave de fá) . Estas claves são usadas para que você saiba em que oitava você está tocando (ou cantando) as notas, bem como quais notas serão tocadas.
    
o A clave de Sol (alta) --A clave de Sol é usada para a maioria das vozes musicais, incluindo soprano, mezzo-soprano, contralto e tenor. É também utilizada para os instrumentos de frequência mais alta, como o clarinete alto, o clarinete em si bemol, a flauta, oboé, violino e trompete. A clave de Sol pode ser memorizada pelas seguintes siglas.

                  Linhas – M ilho S ol  S ilêncio  F ácil

                  Espaços – F ácil   L ápis   Dó   M im

                  Aqui está uma foto de uma clave de Sol:
    
o A clave de Fá (baixa) - A clave de fá é utilizada para as vozes baixo e barítono e instrumentos de baixos, como a tuba baixa, trombone e violoncelo. A clave de fá foi criada porque as notas mais baixas para esses instrumentos seriam tão baixos sob a pauta da clave de sol, que seria muito difícil escrever música que fosse fácil de ser lida por músicos (instrumentistas ou cantores).

As notas da clave de Fá podem ser memorizadas por:

                  Linhas – S ol   S ilêncio   R égio   F ácil   L ápis

                  Espaços - L ápis   Dó   M im   S ol

                   Aqui está uma foto de uma clave de Fá:

1.3 Armadura de clave, acidentes musicais: Algumas notas são bemol, algumas são naturais, outras são sustenido - estes são chamados "acidentes musicais". A partitura indica qual a tonalidade de cada nota (natural, sustenido ou bemol) através de uma notação específica. Se uma nota deve ser tocada em uma tonalidade específica durante toda a peça, os símbolos correspondente serão escritos bem ao lado da clave, na pauta (ao lado do símbolo Sol, ou ao lado do símbolo Fá), em toda a partitura, e esta notação receberá o nome de "Armadura de Clave". Se um acidente musical (sustenido, bemol) não aparece na "armadura de clave", significa que a nota deve ser tocada no seu tom natural durante toda a peça; se o autor da peça quiser fazer alguma destas notas ser tocada em sustenido ou em bemol, somente em um ou outro ponto da música, então o acidente musical será indicado somente naquele ponto da partitura, só ao lado desta nota, à sua esquerda.

A Armadura de Clave é colocada diretamente à direita do símbolo da clave. As notas sustenido ou bemol dependem diretamente de escalas e claves. Para aprender mais sobre as várias armaduras de clave, visite o seguinte site: cnx.org

1.4 O compasso. Perto do início da pauta, há uma fração. Isto indica quantas notas serão tocadas por cada medida. A pauta é dividida em medidas. Cada medida é separada por uma linha vertical. O compasso padrão é o tempo 4/4. É normalmente indicado por um grande C preto.

Outros compassos comuns são o tempo 2/2, o tempo 2/4, o tempo 3/4, e o tempo 6/8. O compasso vem logo após a armadura de clave, mas antes de quaisquer notas na pauta.

Aqui está uma foto de um compasso no tempo 4/4:

2. Notas, notas e mais notas. A estrutura fundamental de cada som é indicado por uma nota musical. Há muitas coisas que você precisa saber sobre uma nota antes que você possa cantar ou tocar música. As coisas mais comuns que você precisa saber são qual o tempo de duração de cada nota, se ela é sustenido, natural ou bemol, e qual o nome de cada nota, para que possa ser tocada.

2.1 Saiba o nome da nota. As notas têm nomes, que são: Dó, Ré, Mí, Fá, Sol, Lá ou Si. Os nomes também podem ser letras de A a G (A = Lá, B = Si, C = Dó, D = Ré, E = Mi, F = Fá, G = Sol). Estas sequências se repetem: quando você chega ao Si, recomeça em uma oitava mais alta (mais aguda): dó, ré, mi, etc. A mesma coisa para as letras: quando você chega ao G, recomeça com o próximo A, depois B, C, etc.

Cada intervalo (de A-A, de B-B, de Dó-Dó, de Ré-Ré, etc) compõe uma oitava completa. As oitavas podem variar acima (sons mais agudos) ou abaixo (sons mais graves). Em geral, os cantores conseguem cantar notas em um intervalo entre duas e quatro oitavas, confortavelmente.

            Para ver as notas na clave de sol para o fim:

            Para ver as notas na clave de fá para fim:

2.2 Mantenha a nota por quanto tempo puder! Seria difícil para uma orquestra tocarem juntos se não soubessem o tempo de duração de cada nota. Cada instrumento terminaria um compasso ou música no seu próprio ritmo ou melodia, e nada iria se unir corretamente. Por isso é tão importante você saber como cada nota se parece e qual o tempo de duração cada nota, dependendo de como se apresentam na partitura.

Notas semibreves, mínimas e semínimas são comuns nas partituras. Existem outros tipos de notas, embora sejam menos comuns. As notas funcionam em conjunto com o compasso, para determinar quantas batidas por medida devem ser executadas. O tempo de duração de cada nota é escrito tendo o compasso de 4/4 em mente. No entanto, mudando o compasso, muda também a duração da nota.

            Aqui estão fotos e informações sobre as notas mais comuns que você pode tocar:

3. Símbolos engraçados. Existem diversos símbolos diferentes em toda a partitura. Cada símbolo é importante. Baseado no símbolo que você está olhando, você pode ter que tocar as notas, ou peça musical, em geral, mais rápido ou mais devagar, barras devem ser repetidas, notas devem ser mantidas, ou a música deve ficar mais alta ou mais silenciosa.

3.1 Mudanças de andamento. As mudanças em andamento são indicados por um símbolo que representa uma palavra italiana. Aqui está uma lista e fotos das diversas mudanças de andamento que podem aparecer no decorrer de uma música: music.vt.edu

3.2 Mudanças no volume. As variações de volume servem para ajudar a tornar o espírito da peça mais sofisticado. Nem todas as peças de música são cantadas ou tocadas tão alto (forte) quanto a pessoa pode tocar ou cantar. As variações de volume existem para tornar a música mais rica, significativa e dramática, e assim as obras não ficam monótonas sua quanto à intensidade. No link abaixo você encontra uma lista  de variações de volume, assim como fotos de seus símbolos: music.vt.edu

3.3 Outros símbolos - Existem muitos outros símbolos, como ligaduras, ponto de aumento, pausas, repetição, e muito mais. Dependendo de quanto tempo você já estudou música, você pode ou não saber o que significam esses símbolos.

Confira o dicionário de música da Virginia Tech para uma explicação de todas os termos e símbolos que é necessário conhecer, se você pretende ler partituras: music.vt.edu

4. Os Pianos fazem as coisas um pouco diferente. Pianos são únicos, pelo fato serem um dos poucos instrumentos que usam tanto a clave de sol quanto a clave de fá, ao mesmo tempo. Enquanto um tocador de clarinete só precisa saber a clave de sol para tocar e um baixo (cantor) só precisa saber a clave da fá para cantar, os pianistas precisam conhecer ambas se quiserem aprender a tocar piano e alcançar a excelência em sua arte.

A mão esquerda de um pianista é usada para tocar as notas na clave de fá da partitura de piano. A mão direita de um pianista é usada para tocar as notas da clave de sol da partitura de piano. Uma das partes mais difíceis de tocar o piano é  aprender a ler ambas as claves e tocá-las exatamente ao mesmo tempo, uma vez que a partitura para piano é escrita de forma a que ambas as mãos são usadas para tocar ao mesmo tempo. Isso exige bastante prática, até um pianista possa realmente compreender isto.

5. Aprenda com um profissional - Faça aulas de música. Se você deseja se tornar um cantor ou músico, deve aprender a ler partituras em lições de música. Uma educação musical sólida é imensamente útil quando se aprende a tocar violão, piano, oboé, violino ou qualquer outro instrumento. Um profissional é alguém que foi treinado ao ponto de que ler música é sua segunda natureza, assim como as notações dos vários instrumentos existentes.

Há muitos locais diferentes onde você pode receber aulas de música. Sua universidade local provavelmente oferece educação musical para não-estudantes que se disponham a pagar por estas lições. Em geral, estas lições de música custam acima de U$20.00 por meia hora de lição. Talvez também você conheça alguém perto de onde você mora, que estaria interessado em lhe dar lições por preços mais baixos.

6. Estude por conta própria. A Internet lhe dá a possibilidade de aprender a ler partitura por conta própria. Muitos sites de música e softwares musicais são mais aprofundados do que este artigo. Demora anos para os músicos aprenderem tudo o que precisam saber sobre a música, e mesmo após este tempo o aprendizado ainda é um processo de evolução constante.

Se você realmente quer levar a sério a aprendizagem da leitura de partituras, consulte os seguintes sites:

• Piano For All


• How To Read Music

• Reading Music Notes - For Kids

• Reading Music Notes - For Adults

• Learn 2 Read Music

• Introduction to Reading Music

• Music Lab

Aprender a ler partituras deveria ser uma atividade altamente interessante. Contudo, requer também muita dedicação e trabalho consistente. Ninguém disse que aprender a tocar piano é fácil, ou que aprender a tocar violão é como comer uma fatia de torta. O processo todo requer paciência e prática. Entretanto, com a motivação certa, valerá a pena e em breve você estará tocando, cantando, ou até aprendendo a compor suas próprias músicas e escrevendo partituras. Aulas de música, ou um software musical, é dinheiro bem investido.