Como escrever um romance passo a passo: desenvolvendo objetos

Quando você escreve romances, descrever objetos será necessário. Você precisará descrevê-los com detalhes, de acordo com sua importância.

Suponho que você viu um das ziliões de versões do filme Titanic. O navio era o objeto. Na versão mais recente do Titanic, havia o colar. Esses são itens importantes.

Filmes não descrevem objetos - apenas lhes mostram. Como escritor, você deve descrever objetos para que seus leitores possam "ver" deles. Veja como você pode tomar notas sobre seus objetos antes de escrever o romance. (Se você estiver usando um software para escrever romances, ele vai te dar uma mão.)

  1. Qual é o nome do objeto e qual sua importância?

    • Nome: cavalo Rustled
    • Importância: Bart (o antagonista) roubou o cavalo.
  2. Qual é a descrição?

    • Cor: malhado
    • Últimos Proprietários: Jake Henderson, um fazendeiro local.
    • Características: Uma indisposição desagradável, mas boa paciência. Odeia cães. Nervoso e apreensivo. Dentes feios e amarelados.
    • Odor: Como o de um cavalo.
    • Sons: Bufa bastante.
  3. Que fontes de pesquisa há para seus objetos?
    Se seu objeto é de tanta importância quanto o Titanic, então você terá que descrevê-lo em detalhes. Para um navio, você terá que encontrar um navio que se ajuste a sua história. Para uma novela de guerra, você pode encontrar o layout de um típico destroyer da II Guerra Mundial (Tin Can) na internet.

    • Pesquisas on-line. Vamos fazer uma tentativa. No NavSource Online, há muitas fotos do exterior de destroyers, incluindo closes do convés e fotos de estragos. Mas as personagens devem pisar forte no convés, armar escotilhas e subir escadas. Eles devem disparar armas, levar as cargas de profundidade e carregar os salva-vidas.
    Você precisa de mais detalhes.

    Seus leitores devem conhecer a proa e sentir o cheiro do esgoto. Eles devem ver as armas dos outros navios saírem da água em alto mar e sentir quando o navio for golpeado. Eles devem sentir quando os lideres que mantêm o controle das armas põem elas no ar.

    Ainda precisamos de mais informações.

    • Pesquisa de livros. Não tive muita sorte em encontrar na internet os interstícios de um destroyer, mas descobri que não falta livros sobre o assunto. Nos velhos tempos, eu ia a um sebo para encontrar livros sobre temas relacionados com o que estava escrevendo. Meus sebos agora estão na Amazon.com, Alibris.com e ABEbooks.com. Eu raramente compro um livro novo quando há um usado disponível.

    Nos livros você encontrará relatos em primeira mão dos marinheiros da II Guerra Mundial. Eles vão dizer o que é andar na proa, estar num convés em chamas, nadar no meio do óleo até uma jangada, etc

               

    Em um livro podemos encontrar como é o interior de um navio, a enfermaria, a cabine do comandante, o porão das munições, as portas, as escadas, as divisórias, etc

    Às vezes é preciso ler para escrever.

  4. Escreva diálogo de verdade para introduzir objetos.

George Pigsty diz: "É um cavalo belo e poderoso que você tem aí, Bart. Tenho certeza que eu já vi esse cavalo em algum lugar. Só não sei onde. Malhado?" Ele é o pior cavalo que eu já vi por aí. Eu sempre gostei dessa canção."

Bart cuspiu no pó sob seus pés e disse: "Gosto dessa musica também , Pighead, só não do jeito que você canta ela."

Ou que tal isso?

O marinheiro Bagdá colocou seu capuz para se aquecer das águas frias do Atlântico. Ele gritou para Bronson: "O que aconteceu com o Frederico?"

"Acabou com sua vida, senhor. Ele foi embora. Às vezes eu vejo ele na crista das ondas."

Escritores escrevem, certo?

Agora você está pronto para passar para a Parte 4 - desenvolvendo sua história.