Como digitalizar um desenho para bordado

Criar, ou digitalizar, um desenho para bordar é tão importante quanto o bordado em si. Poderá ser até mesmo um pouco mais importante, porque se você não conceitualizou solidamnente o desenho, isto se mostrará na forma de falta de qualidade, quando for bordado.

Como há muitas marcas, tipos e níveis de software disponíveis para digitalização, e cada programa funciona um pouco diferente dos outros, cabe a você familiarizar-se com a maneira como o seu software trabalha. Este artigo falará de como criar um desenho com três cores (sem letras), dando-lhe dicas gerais de configuração, sugestões para seleção do ponto, e idéias para ajudar você a criar bordados de qualidade através de uma digitalização superior.

Passo 1:

Estude o desenho - Tire alguns minutos para olhar para o desenho que você recebeu em cópia impressa do trabalho de arte, ou enviado por e-mail, ou impresso de um website (com permissão).

Você poderá achar necessário simplificar um pouco dos detalhes, conforme vai ver abaixo. Mas, esteja avisado - só o faça com o consentimento de seu cliente. Seria um pouco desanimador se você simplificasse, mostrasse ao cliente, e este lhe dissesse para voltar atrás e incluir os detalhes.

Quando estiver olhando para o desenho, observe:
•    Quantas cores serão usadas

•    Qual será o tamanho final (os logotipos para usar no peito costumam ter 5-10 cm de largura, e os para serem usados nas costas (cobrindo toda a extensão das costas) costuma ter 25-30 cm da largura).

•    Em que tipo de tecido o desenho será usado.

Passo 2:

Decida qual será a primeira cor e o ponto a ser utilizado. Considere a base do desenho. Decida qual das três cores deve ficar abaixo dos outros pontos. No caso desta cabeça de gladiador, em três cores, o dourado aparece em toda a extensão do desenho, mas não precisa ser usado como contorno.

Crie um contorno do rosto e do elmo, e use um ponto liso de preenchimento. Um ponto de preenchimento é o que o seu nome descreve, será usado para preencher todos os espaços.

Então use um ponto contínuo, uma linha com um ponto simples, acima da escova do elmo. Desta maneira, você não precisa cortar a linha, porque o ponto contínuo será coberto mais tarde.

Para dar alguma direção e forma à escova do elmo, use um ponto de cetim, que é definido como uma simples passada da linha, de um lado ao outro. A luz será refletida a partir dos pontos, para ajudar a criar um efeito 3D.

•    Para o propósito deste desenho, mude o ponto cetim para um ponto de preenchimento, para que o fio preencha mais o tecido.

•    Quando estiver ajustando o ponto de preenchimento para um desenho que será costurado no peito da roupa, um comprimento de ponto o mais curto possível é uma boa regra. Isto fará o ponto parecer mais liso, e cobrir o tecido mais efetivamente.

•    Termine esta cor com um nó, e cortando o fio.

Passo 3:

Segunda cor, e ponto a ser usado. Segundo ponto de preenchimento. Para este desenho, a púrpura é a segunda cor. Uma vez que não há mais áreas grandes a preencher, use um ponto cetim para cada área. Mude estes pontos cetim para pontos de preenchimento, conforme descrito acima.





Passo 4:


Terceira cor. Quando um desenho, como a cabeça do gladiador, tem um contorno preto, é melhor deixar esta cor por último, para cobrir qualquer ponto contínuo usado anteriormente.

Usando o ponto cetim, crie o contorno.

Neste caso, comece no pescoço, trabalhe sobre a escova e os detalhes do elmo, terminando com os detalhes do rosto e proteções da testa e do queixo. Isto ajudará a dispor os pontos em camadas, novamente criando um efeito 3D.

Termine com um nó, e corte o fio.

Dicas muito úteis:

•    Compensação completa - Quando os fios são costurados no tecido, eles serão capturados e irão para diante, se os pontos estiverem sendo feitos horizontalmente. Considere isto quanto estiver lançando a base, encurtando o ponto de preenchimento no alto e embaixo, e esticando-o dos lados para acomodar o preenchimento. Parecerá excessivamente preenchido num primeiro momento, mas ficará completo quando o contorno for bordado.

•    Comprimento do ponto - Para desenhos na região do peito, um ponto curto para preenchimento evitará que o desenho enrugue. Quando estiver bordando um desenho nas costas, como por exemplo em jaquetas, um ponto de preenchimento mais longo poderá ser utilizado.


•    Camada de base - Como em qualquer estrutura, uma base sólida é a primeira regra prática. A camada de base é um tipo de ponto que é bordado antes do verdadeiro preenchimento. Pode ser costurada perpendicularmente à direção do ponto de preenchimento, ou um efeito entrelaçado pode ser bordado, diagonalmente nas duas direções do ponto de preenchimento. No ponto cetim, duas linhas de base proporcionam uma ótima base, a não ser por jaquetas, para as quais se sugere quatro linhas.

•    Maior densidade - Se você está bordando com um fio de cor clara sobre um material escuro, sugere-se que seja usada uma densidade maior, para mais pontos serem lançados.

•    Ponto cetim para as costas de jaquetas - Quando estiver criando um desenho para as costas de uma jaqueta, é altamente recomendado mudar todos os pontos cetim para pontos de preenchimento, para firmar adequadamente o fio. Um ponto cetim muito grande tenderá a criar nós e se desfazer facilmente, enquanto que um ponto de preenchimento é praticamente indestrutível.