Como ller símbolos musicais

Não importa qual instrumento musical que você escolher para dominar, tudo começa com a aprendizagem da leitura da notação musical. Notas musicais estão para a música como as palavras estão para a literatura ou os números estão para a matemática. Eles são a base crítica que precisa se tornar uma segunda natureza para os músicos, antes que qualquer outra teoria musical possa ser apreciada. Embora haja livros completos de estudo dedicados à aprendizado das notas sobre uma pauta musical, aqui está um curso de interpretação de notação musical.

  1. Quando você olha para uma peça de música escrita para o piano, que deve ter notado dois conjuntos distintos de cinco linhas. Uma vai ter uma letra G muito estilizada no lado esquerdo, e a outra terá uma linha curva e dois pontos. Originalmente, esta era igualmente uma letra F estilizada, mas as linhas horizontais foram removidas. Estas são chamadas pautas ou claves. A clave da letra G é chamada clave aguda, e a clave da letra F é chamada  clave baixa. Você poderá ver uma nota escrita em uma linha curta entre as duas claves. As linhas curtas acima e abaixo das pautas principais são chamadas linhas de pauta. A nota chamada Dó central está na linha de partitura central.
  2. Cada nota musical tem vários valores a serem interpretados a cada vez. Você precisa saber o quanto a altura da nota é alta ou baixa, e com que velocidade deve ser tocada. Vamos começar com a leitura da altura de uma nota. Cada linha ou espaço na pauta representa uma nota específica sobre o piano. Os músicos atribuem uma letra a cada uma destas notas, de A a G. Sabemos que o C central (Dó central)situa-se na sua própria linha de pauta abaixo da clave de G, então o espaço acima dela deve ser uma nota D (Ré). A primeira linha da clave alta é, portanto, um E (Mi), e o espaço acima dela deve ser um F (Fá), e a próxima linha um G (Sol). Após o G (Sol), as notas começam novamente com A (Lá) e continuar para cima nas linhas e espaços.
  3. Se a música estiver seguindo uma direção mais abaixo, então o espaço abaixo do C central (Dó) é um B (Si), então a linha superior da clave caixa (F – Fá) é um A (Lá), seguido de um G (Sol) no espaço abaixo e F (Fá) na segunda linha de cima para baixo, e assim por diante para baixo nas linhas e espaços da clave baixa. Todas estas notas correspondem a uma nota real no piano, então a altura é determinada pelo local em que a nota é colocada nas pautas (mais acima, ou mais para baixo). Uma nota na linha mais de acima na clave de G (Sol) soará mais alta do que uma nota na linha mais abaixo da clave de F (Fá). Isto auxilia os músicos a saber cantar ou tocar as notas de vista, mesmo se eles não podem ver todas as linhas da pauta.
  4. Agora que você pode identificar a altura de uma nota baseado em sua posição, a próxima coisa a interpretar é a sua duração. Uma nota pode ser tocada muito rapidamente ou muito lentamente, dependendo da característica da peça musical. Um musicista precisa saber por quanto tempo manter cada nota, e assim uma nota musical também contém esta informação em sua estrutura. Ao lado do G ou do F estão números como 4/4, 3/4 ou 2/2. Isto diz ao músico quantas batidas há em uma medida de música, e que tipo de nota ocupa uma batida inteiro. No caso de 4/4, há quatro batidas em uma medida e a nota semínima ocupa uma batida. Uma medida é marcada por uma linha vertical, e as notas são divididas em semibreves, mínimas, semínimas, colcheias, semicolcheias, e assim por diante.
  5. Uma nota semibreve parece-se com uma forma oval oca, aberta. Esta nota é mantida por todos os compassos em uma medida. Uma nota mínima parece-se com uma oval oca com uma linha vertical à direita. No tempo 4/4, é tocada quatro vezes em uma medida. As notas então são divididas em oitavos, dezesseis avos, trinta avos e mesmo em sessenta e quatro avos. Estas notas mais rápidas são ligadas por um certo número de traços no alto das linhas verticais. Quanto mais traços houver, mais rápido a nota deve ser tocada.
  6. Quando um músico lê notação musical, ele considera todas estas informações no seu conjunto. A colocação da nota na pauta diz a ele exatamente qual nota tocar ou cantar. Alguns instrumentos produzem notas mais baixas que outros, e então diferentes músicos aprendem a ler diferentes pautas. Um cantor baixo raramente cantará uma nota acima do C central (Dó), mas um soprano talvez precisará entoar notas acima da clave de G (Sol) em muitas linhas de pauta.
  7. Após a altura da nota ser determinada, o músico interpreta a duração atribuindo um tempo a cada nota conforme a batida estabelecida. Ele sabe que deve manter uma semibreve por quatro tempos, por exemplo, ou tocar oito notas muito rapidamente. Outras notações podem dizer aos músicos para executar notas de forma ligada, ou tocá-las separadamente.
  8. Uma última coisa a procurar ao ler uma notação musical, é a mudança da altura. Uma vez que diferentes escalas requerem intervalos diferentes de notas, os compositores frequentemente sobem ou descem a altura em meio tom. Estas notações são chamadas acidentes musicais. Você poderá ver o que parece uma pequena letra B ou um # na frente de uma nota. Isto significa que a nota deve ser tocada meio tom abaixo (bemol, b) ou meio tom acima (sustenido, #). Outro símbolo, chamado de bequadro, cancela todos os outros sustenidos e bemóis. Você aprenderá sobre estes símbolos e sinais chave em um curso mais avançado de teoria musical.