Como aliviar a dor do mamilo quando estiver amamentando

Embora não seja incomum, a dor do mamilo não deveria ser parte regular da sua experiência de cuidados maternos. Para ter uma experiência maravilhosa amamentando seu filho, recomendo muito que você tenha uma cópia de Breastfeeding Simply; este é um manual para se ter sempre à mão, e contém dúzias de dicas muito úteis para a nova mamãe.

Para resolver o problema de mamilos doloridos, quando está amamentando, siga os seguintes passos:

Identifique o tipo de dor, e procure encontrar alívio imediato.

  • Sensibilidade do mamilo.
    • O que você sente. Com uma sensibilidade normal, você sente seus mamilos mais sensíveis ou moles do que o usual. Não deve ocorrer dor contínua durante nem após a amamentação. É normal que haja um pouco de sensibilidade dos mamilos no começo. Como uma amiga uma vez me disse, "não se preocupe, um dia você conseguirá sair do chuveiro e secar-se sem se encolher!". É só sensibilidade normal, esta afirmativa é verdadeira.
    • A causa provável. Seus mamilos simplesmente não estão acostumados a tanta estimulação.
    • O que fazer. Espere; só é preciso um pouco de tempo para seus mamilos se acostumarem com a amamentação. Enquanto isto, o uso de lanolina pura ajudará a acalmar a sensibilidade normal dos mamilos. Apesar de a sensibilidade dos mamilos ser normal, dor permanente nos mamilos NÃO É. Os seguintes tipos de dor não são normais.
  • Mamilos rachados ou sangrando.
    • O que você sente. Algumas vezes as mamães não percebem que seus mamilos estão rachados porque ficaram assim desde que o bebê começou a mamar. Algumas vezes as mamães não percebem que seus mamilos estão sangrando, até verem um pouco de sangue no babeiro do bebê ou uma coloração rosada no leite tirado com a bombinha. Embora você não possa notar estes problemas sempre, você certamente pode sentir a dor que resulta deles.
    • A causa provável. Forma incorreta de posicionar (a si ou ao bebê), sapinho, problemas com a bombinha de retirar leite, ou mordidas do bebê.
    • O que fazer. Não se preocupe, é seguro amamentar seu bebê e/ou dar a ele leite retirado com a bombinha, mesmo quando seus mamilos estão sangrando um pouco. Não fique alarmada se aparecer sangue no babeirinho do seu bebê por causa disto. De modo geral, você pode cuidar dos mamilos rachados ou sangrando, e amenizar o desconforto, das seguintes maneiras:
      • Passe um creme, pomada ou gel cicatrizante na lesão, o que inclui lanolina pura e curativos com gaze ou algodão. (Observação: algumas pessoas se preocupam com o uso de curativos porque entendem que estes podem favorecer a proliferação de bactérias.)
      • Utilize produtos específicos para os mamilos, de múltiplas finalidades.
      • Enxágue com água e sal.
      • Utiliza um pouco do seu próprio leite, porque é um antibiótico natural. Para isto, apenas pressione um pouco o seio (para sair um pouco de leite), e deixe o mamilo secar.
  • Tecido um pouco mole em volta do mamilo ou da aréola.     
    • O que você sente. Uma sensação dolorosa e de algo amolecido em volta do mamilo ou da aréola.
    • A causa provável. O bebê está mordendo ou apertando enquanto mama (um tipo específico de amamentação incorreta).
    • O que fazer. Você pode amortecer a dor aplicando um pouco de gelo enrolado em um tecido macio, ou utilizando outros tratamentos pelo frio. Você também pode tentar um analgésico que não precise de prescrição médica, como Tylenol, aspirina, etc, os quais são todos seguros para utilização enquanto você está amamentando.  
  • Dores em "pulsos", que começam no seio e vão até o mamilo.
    • O que você sente. Esta dor ou some em poucos minutos, ou permanece durante e após a sessão de amamentação.
      • A descida normal frequentemente é descrita como "agulhas" ou um breve impacto, que desaparece quando o leite desce. Você pode saber que o leite já desceu por uma mudança na sucção do bebê (muda de movimentos curtos e frequentes do maxilar e da língua, para movimentos mais prolongados e lentos do maxilar e da língua, juntamente com o som do bebê engolindo).
      • Em contraste, a dor causada por "sapinho" permanece durante toda a mamada, e após; não desaparece quando o leite desce.
    • A causa provável. "Descida" normal (quando o leite secretado na mama circula e “desce” para o mamilo) ou "sapinho".
    • O que fazer. Se esta dor for causada pela descida normal do leite, tente contar ou respirar profundamente e lembre-se de que passará logo. Com o tempo, a dor associada à descida do leite deve enfraquecer e talvez até desaparecer inteiramente. Se  a dor persistir, pode estar sendo causada por "sapinho", e você deve tratar-se e tratar o bebê imediatamente. Siga as dicas que aparecem mais adiante, neste artigo.
  • Mamilos rosados/vermelhos, ou coceira ou ardência.
    • O que você sente. Talvez você não sinta nada, mas se olhar para si mesma em um espelho, poderá notar que seus mamilos estão rosados ou vermelhos. É possível que cocem ou você tenha ardência.
    • A causa provável. Sapinho.
    • O que fazer. Trate-se a ao bebê agressivamente, seguindo as dicas que se encontram mais adiante neste artigo.

    Agora que você identificou algumas das causas comuns das dores nos mamilos, e descobriu algumas formas de aliviar a dor imediatamente, não deve parar por aqui. Os problemas persistirão até que você...

Corrija o problema na sua raiz
  1. Sapinho (ou afta). A afta é outro temo para "infecção por micose". Em geral aparece quando a mamãe ou o bebê tomou antibiótico, o que criou um desequilíbrio das bactérias no corpo. Ajude a evitar isto, consumindo probióticos sempre que você ou seu bebê estiverem tomando antibióticos. Os sintomas incluem pequenos choques durante toda a mamada e/ou após; mamilos rosados/vermelhos; mamilos coçando ou ardendo. Também há sintomas que podem aparecer em seu bebê como brotoejas ou manchas brancas na boca, que não saem quando você limpa com o babeiro ou um guardanapo. É muito importante que você e seu bebê sejam tratados, ambos, ao mesmo tempo. De outra forma, vocês continuarão passando a micose um para o outro. Existe uma boa variedade de tratamentos - alguns são remédios caseiros naturais, como a violeta genciana, enquanto que outros requerem prescrição médica. Há medicamentos que contêm ingredientes antifúngicos e antibacterianos, bem como algum esteróide para a inflamação. Soa como algo que você não iria querer que seu bebê tomasse mas, de fato, é perfeitamente seguro e não necessita nem ao menos ser lavado ou enxaguado antes da amamentação. Observe que alguns destes produtos devem ser feitos em farmácias de manipulação. Se seu médico ou sua parteira não sabem indicar nenhuma, um farmacêutico, em qualquer drogaria, deveria ser capaz de indicar a você alguma farmácia de manipulação.
  2. Colocação incorreta da boca do bebê para mamar (“pega” incorreta) É muito importante a maneira como a boca do bebê está no seio, isto determinará a maneira como ele mama. Problemas comuns com relação a este aspecto incluem o bebê não ter seio suficiente dentro da boca; em consequência, ele sugará o mamilo como se fosse um canudo, ou mastigando e apertando com força enquanto tenta mamar. Esta maneira de apreender o seio e mamar será dolorida, além de não proporcionar realmente ao bebê o alimento de que necessita. Há muitas variações quanto às formas incorretas do bebê pegar o seio com a boca. O link nesta página ajudará você a ver a forma correta de o bebê pegar o seio, e lhe dará algumas dicas de como conseguir isto.
  3. Posicionamento incorreto. Se o bebê está pegando bem o seio mas está mal posicionado, você poderá ter o mamilo dolorido porque o corpo do bebê em relação ao seu o fará puxar ou apertar o seio ou o mamilo. Há muitas maneiras corretas de posicionar seu bebê. Acesse os links nesta página para ver fotos e vídeos que demonstram boas posições.
  4. Problema na hora de extrair o leite com a bombinha. Muitas mães acreditam, erradamente, que aumentar a força da bombinha fará o leite sair mais depressa. Isto não é verdade e, de fato, uma sucção mais forte pode causar dor ao seio. Comece sempre com a graduação mais baixa, e vá aumentando aos poucos, reduzindo quando se tornar desconfortável. Além disto, muitas mamães não se dão conta de que a parte que se ajusta sobre o seio pode ter tamanhos variados. Se um pedaço deste material friccionar o mamilo, causará dor. Quando escolher a bombinha que vai utilizar, verifique esta questão e não utilize um aparelho que poderá causar-lhe desconforto.
  5. Mordidas do bebê. Primeiro, determine quando o bebê está mordendo.
  • Se está acontecendo porque o bebê está usando você como um mordedor, ofereça objetos para ele morder. É muito comum os bebês quererem morder, e exatamente por este motivo você pode encontrar uma grande variedade de objetos para serem dados para os bebês morderem. São feitos de borracha ou silicone, e você pode encontrá-los em lojas ou seções especializadas em artigos para bebês; nas mesmas lojas onde você encontra mamadeiras, escovas, babeiros, tiptops, etc, também encontrará mordedores. Diga suavemente "Não morda a mamãe, use isto!", entregando o mordedor ao bebê; seu bebê pode ter uma pequena coleção de três ou quatro objetos diferentes. Se o que ele queria era morder, vai pegar o objeto que você está oferecendo-lhe, colocar na boca e mordiscar, muito feliz! Se o que ele queria era mamar, você saberá. Deixe a criança brincar alguns minutos com o mordedor, e tente colocá-la novamente no seio, recomeçando a mamada; seu filho precisa se alimentar. Você deve fazer isto todas as vezes que seu bebê começar a morder. Constância é a chave. Agrade bastante seu bebê (com sorrisos, canções, afagos, embalando, etc) quanto ele mamar por um tempinho sem morder você ("Muito bem! Você está mamando do jeitinho certo!"), para reforçar bons hábitos. O bebê pode não entender suas palavras, mas certamente responde ao seu tom de voz (amoroso) e à sua atitude acolhedora.
  • Se o bebê começa a morder no final da mamada, pode ser que esteja apenas cansado, e instintivamente reagindo para manter o seio na boca. Você pode antecipar isto, e retirá-lo do seio antes que comece a morder. Quando o bebê adormeceu, ou mudou o padrão da mamada, retire-o do seio antes que tenha chance de morder, colocando um dedo entre o canto da boca do bebê e o seio, e interrompendo gentilmente a sucção.
Talvez, por causa de problemas iniciais que não ficaram resolvidos, agora você tem tanta dor que não consegue amamentar, em um dos lados ou em ambos. Se você precisa fazer uma pausa temporária na amamentação, pode parar de amamentar ou fazê-lo menos frequentemente, só em um lado ou em ambos. Mas se você escolher este caminho, retire o leite regularmente com uma bombinha para manter a produção. Isto é especialmente crítico nos estágios iniciais da amamentação, quando o seu suprimento de leite está sendo estabelecido. Esteja ciente, também, de que se seu bebê não está mamando bem (provavelmente por causa da sua dor), introduzir a mamadeira poderá causar confusão para o bebê. Uma colher ou uma xícara são opções melhores; não serão tão fáceis para o bebê, mas são apenas temporários, e não criarão uma confusão entre o bico da mamadeira e o bico do seu seio.

Se precisar, busque ajuda (e você provavelmente precisa)

O posicionamento e a "pegada" do bebê podem ser explicados com palavras, boas fotos ou bons vídeos, mas talvez, afinal, você precise de ajuda pessoal. Procure orientação de seu médico, sua parteira, no hospital onde seu bebê nasceu.