Como fazer uma criança parar de morder

Morder está entre os comportamentos mais incômodos e desagradáveis em crianças. Conforte-se em saber que este comportamento é geralmente temporário, e muito mais comum do que se pode pensar. O motivo mais comum que as crianças mordem é porque eles ainda não têm capacidade de lidar com suas frustrações. Seja qual for a causa, a mordida é claramente perturbadora a todos os envolvidos. E tome cuidado: sabe-se que as mordidas continuam em crianças mais velhas se não forem tratadas. Você deve parar este comportamento antes que ele se torne um hábito. Então, aqui estão algumas etapas para ajudá-lo a fazer sua crianças parar de ter esse hábito irritante.

  1. Confronte o mordedor o mais rápido que puder. Intervenha no segundo que seu filho morder. Dê nome a esse comportamento de modo que ele aprenda o termo: "Isso é morder!" Depois, em uma voz inflexível, diga: "Você não pode morder as pessoas!" Expressar a sua desaprovação firmemente e retire-o da situação em seguida.
  2. Reúna-se com todos os relacionados. Se sua criança desenvolveu um histórico de morder, você terá de tomar medidas de emergência. Organize uma reunião com outros relacionados (professores, funcionários da escola, zelador do playgroup, babá) com quem ele está tendo esse comportamento e decida o que fará se seu filho morder novamente. Se vocês pensarem juntos, conseguirão parar o comportamento muito mais rápido.
  3. Pense em um castigo. Se ele continuar mordendo, será necessário definir uma consequência que ele entenda: um tempo de castigo ou ir para casa. Certifique-se de aplicar a mesma conseqüência no segundo que seu filho morder e usá-lo a qualquer hora ou lugar em que ele tenha esse comportamento. Ele precisa saber que você é sério sobre isso.
  4. Foque na vítima. Mesmo crianças precisam saber que seu comportamento tem impacto em outros e morder dói! Então foque sua preocupação na vítima, na presença de seu filho. "Estou tão triste! Isso deve doer. O que posso fazer para ajudar?" Ao fazer isso gera um modelo para o seu filho de como transmitir simpatia e coloca a atenção em quem realmente merece.
  5. Ajude seu mordedor a se desculpar. Ele pode ajudar a lavar o local da mordida, ofereça à criança um lenço de papel ou band-aid, ensine-o a se desculpar, a dizer “sinto muito” ou dar a outra criança um brinquedo. Guie seu pequeno de forma que ele saiba fazer um gesto de carinho.
  6. Chame os pais da vítima. Desculpe-se com os pais da criança no local ou com um telefonema. É melhor você fazer a chamada do que outra pessoa.
  7. Ensine palavras para substituir a mordida. Crianças normalmente mordem por não terem desenvolvido competências verbais para comunicar suas necessidades ou frustrações. Então, ensine a seu filho palavras para assim o fazer. "Diga ‘Estou bravo’" Ou "Diga ao seu amigo, ‘Quero jogar’".
  8. Pratique, pratique, pratique. Pratique as novas palavras até que ele consiga usar as palavras sozinho. Lembre-se de mostrar a ele como você fica orgulhoso quando ele tem controle e usa suas novas competências.
  9. Antecipe e supervisione. Se seu filho tem o habito de morder, supervisione de perto quando ele brinca. Você pode intervir imediatamente e parar antes que aconteça. Distrair a criança da situação ou oferecer uma alternativa às vezes é útil: "Vamos brincar com os blocos!" Você pode ter que intervir algumas vezes antes do  comportamento parar de vez, então preste atenção e intervenha imediatamente.
  10. Permaneça vigilante. Mantenha o controle de quantas vezes seu filho morde para ter certeza que o comportamento está diminuindo ao longo do tempo. Se você utilizou essas técnicas constantemente para pôr fim neste comportamento agressivo e ele ainda persiste, buscar ajuda de fora. E não importa o que você ouve dos outros pais, não morda seu filho de volta! Isso não é útil, e na verdade você estará apenas passando a mensagem que crianças não podem morder, mas que adultos podem.