Como criar uma árvore genealógica

Fazer uma árvore de família pode ser uma ótima experiência de aprendizagem, e sempre é uma boa maneira de descobrir mais sobre as suas origens e história familiar. Árvores de família podem ser simples ou muito intrincadas, dependendo de quanto tempo você pretende despender nesta atividade e do quanto as informações estão prontamente disponíveis. Se você trabalhar seriamente e buscar em todas as direções pelas ligações necessárias em sua árvore genealógica, isto irá expor todos os tipos de fatos maravilhosos e interessantes sobre os seus antepassados.

Apesar de existirem muito poucas ferramentas online que permitirão que você crie uma árvore genealógica, criar uma manualmente é de longe o método mais divertido e satisfatório. Aqui estão algumas dicas para começar.

  1. Comece sua árvore genealógica com um grande pedaço de papel ou cartolina. Desenhe uma linha para o "tronco" da árvore começando da parte inferior do papel,  e escreva seu nome verticalmente acima da linha. É onde você vai começar. Você também pode criar sua árvore da esquerda para a direita, se isto torna as coisas mais fáceis para você fazer o diagrama.
  2. Desenhe duas linhas paralelas ramificando-se a partir da sua; desenhe etiquetas nestas linhas, com os nomes dos seus pais. Adicione seus irmãos, se tiver, abaixo ou ao lado de seu próprio nome, ilustrando que seus pais também são os pais de seus irmãos e irmãs.
  3. Continue adicionando ramos a sua árvore, desenhando linhas paralelas para cada conjunto de pais e adicionando os nomes dos pais destes. Continue até você não conseguir mais retornar no tempo. Lembre-se de acrescentar os irmãos ao longo do caminho, da mesma maneira que acrescentou os seus próprios.
  4. Em todos os lugares onde for possível, acrescente as datas de nascimento e morte para cada nome em sua árvore. Isto adiciona uma sensação de história real a sua árvore genealógica, e permite a você ter um sentimento de exatamente até onde foi capaz de retornar no tempo.
  5. Quando esgotar os nomes que você sabe de improviso, você vai ter de começar a pesquisar para preencher os espaços em branco. Comece por perguntar a seus pais, avós e familiares mais velhos quais nomes eles conseguem lembrar. É muito importante saber os sobrenomes e, se possível, onde essas pessoas viveram.
  6. Se você tem uma idéia do local que seus antepassados chamaram de lar, pode tentar trabalhar online e pesquisar para obter mais alguns nomes. Tente os registros de nascimento e morte, bases de dados pesquisáveis de bibliotecas, jornais locais, e bancos de seguro social.
  7. Se você chegar a um beco sem saída em sua pesquisa, há uma série de serviços on-line e em organizações históricas locais que podem ajudá-lo a sair desta situação. Muitos destes serviços cobram uma taxa pela sua assistência, então pesquise um pouco para descobrir qual é a que melhor atende às suas necessidades e orçamento.
  8. Depois de ter sua árvore esboçada tão longe quanto gostaria de alcançar, você poderá desenhá-la em papel de boa qualidade e colocar em uma moldura para mostrar como uma orgulhosa memória da sua história familiar.

Fazer uma árvore genealógica, juntamente com seus filhos, pode ser uma experiência muito gratificante. Faça-os participarem tanto quanto possível, especialmente quando conversar com os parentes mais velhos sobre sua família e sua história. As crianças adoram a conhecer como era a vida dos' velhos tempos', e falar sobre parentes perdidos há muito tempo será gratificante para todos os envolvidos.