Como apoiar alguém que está sofrendo

A morte tem sido a coisa mais difícil de suportar. Muitos dos nossos problemas na vida eventualmente vão embora ou melhoram. Muitos deles resolvermos nós próprios, arranjando um novo emprego, um novo marido ou uma nova casa. Mas, a morte é definitiva. Mesmo os mais crentes, que sabem que irão ver os seus entes queridos no paraíso, não encontram conforto para ela. Visto que somos todos unicos, como indivíduos, ninguém mais pode tomar o lugar de um ente querido perdido. Quando você convive com alguém que então morre, o pensamento de nunca mais vê-lo vivo novamente é quase mais do que se possa suportar.

Às vezes compreendemos e aceitamos a morte. À medida que as pessoas envelhecem, presume-se que morra. Quando estão muito doentes e sofrendo, nos aliviamos quando a morte termina sua dor. Sabemos que algumas doenças podem levar à morte. Aceitamos isso, mas nós ainda lutamos para entender porque o nosso amado teve de ficar doente. Os pais esperam poder viver com os filhos. Se não conseguirem, pode ser devastador. A maioria das pessoas esperam viver uma vida longa, mas isso não acontece sempre. Lidar com a morte de um ente querido é algo que ninguém deveria ter de fazer sozinho. Este é o momento em que, como amigo, você pode dar apoio a uma pessoa de luto. Mas se você não sabe como fazer isso. Aqui estão algumas dicas para ajudar a apoiar alguém que está sofrendo:

•    Reconheça que, tal como as pessoas são diferentes, as aceitações são diferentes. Algumas pessoas sabem lidar com a morte melhor do que outras. Algumas pessoas parecem saber exatamente o que fazer, enquanto outras distanciam-se completamente. Às vezes, o forte é aquele que sucumbe, e o fraco torna-se um forte. Quando for pensar sobre o que pode ser feito para apoiar alguém que está sofrendo, não faça suposições.

•    Admita a morte. Às vezes as pessoas não sabem o que dizer a alguém que acaba de perder um ente querido. O contato inicial e o velório não são momento para longas conversas. Seja breve. "Meus sentimentos!" "Eu vou estar pensando em você!" "O falecido era uma pessoa maravilhosa!" "Você vai estar em minhas orações!"

•    Pense no que dirá,  antes de dizer. Já estive em funerais e ouvi pessoas dizerem coisas como: "Você é jovem, eu tenho certeza que você vai encontrar outro marido!" "Você pode ter outro bebê!" "Foi a vontade de Deus!" Pode ou não ser verdade, mas não é adequado verbalizar coisas desse tipo. Você não pode substituir um cônjuge falecido ou um filho por outro. Ninguém poderá jamais substituir o falecido. Não pergunte questões pessoais como detalhes do acidente, o que eles vão fazer com certas coisas, ou quem vai herdar o quê. Se a pessoa morreu fazendo algo que não deveria ter feito, agora não é hora de ser subjetivo.

•    Ao visualizar o corpo, tente não parecer alarmado. Especialmente as crianças precisam de ser preparadas antes de ir a um velório. A pessoa provavelmente não vai aparentar ser da mesma forma como da última vez que foi vista. Às vezes existem ferimentos. Normalmente há inchaço e descoloração. Homens e mulheres são  maquiados. A casa funerária tenta fazer a pessoa morta ter um bom aspecto, mas el nunca parecerá normal. Às vezes ouço as pessoas dizerem: "Ele parece estar bem!" Sempre fico surpresa com isso. Particularmente, não acho que ninguém fica bem morto. Mas parece haver muita ênfase posta sobre este assunto. A família vê o corpo antes do  público. Ela decide se a aparência é aceitável, e não você.

•    Dê privacidade à familia. Às vezes, as pessoas bem intencionadas respondem com muita rapidez. Inicialmente, a família tem muitos  planos para finalizar, além de lidar com sua dor. Ligue antes de ir até eles. Vá ao velório na hora anunciada para a visitação. Muitas igrejas preparam refeições para a família durante um óbito. Gestos como este são normalmente apreciados. Se você não souber bem o que fazer, o melhor é ligar para alguém e perguntar.

•    Respeite os desejos da família. Este é um momento muito difícil para eles. Às vezes, eles discutem os detalhes do funeral. É duro o bastante para eles as conversas que  morte os obriga a ter, tomar decisões e em seguida estarem disponíveis aos visitantes. Seja lá o que você está pensando, eles provavelmente já pensaram antes. Eles não querem discutir certas coisas com os visitantes. Se a família traz algo a tona, será diferente, e então você deve considerar.

•    Não os esqueça depois do funeral. Este é o momento mais difícil. Compreend que irõ passar por várias fases de tristeza, como negação, raiva, solidão, culpabilidade, e aceitação. Deixem eles estabeleceram o ritmo e a data. Suas vidas mudaram indefinidamente. O primeiro ano é o mais difícil. Cada feriado é brutal. Mantenha-se em contato com eles durante esse tempo. Eles podem necessitar de um gentil encorajamento. Quando morre alguém próximo a você, é como uma parte de você, parte de sua identidade, que também morre. Não tente falar com alguém sobre seus sentimentos - ele tem de trabalhar isso, antes que possa começar a sentir-se completo novamente. Ajude-o a homenagear a memória do ente perdido. É verdade que uma parte da pessoa  vive dentro de nós em nossas mentes e corações. Falar de alguém que morreu é uma maneira de manter sua memória viva.


Às vezes você faz tudo  que pode quando alguém morre, mas simplesmente sente como se não fosse o suficiente. Isso porque a dor é tão grande que não vai embora rapidamente. Mesmo com tudo o que você faça, você não pode tomar o luto de alguém como seu. Ele tem que passar por essa experiência. Tudo o que podemos realmente fazer é estar lá. Seja um bom amigo, ele vai sentir o seu amor e apoio, que vai  ajudá-lo através deste período tão difícil.

Margaret é uma treinadora pessoal de vida (personal life coach), escritora e palestrante. Proprietári da Life Transitions, ela ajuda os outros a construir auto-confiança e fazer mudanças positivas em suas vidas. Sua paixão é criar mais consciência sobre o abuso, ajudando a mudar uma vida em um momento. Veja seus sites na web  http://www.whentiesbreak.blog.com / http://www.margaretnorton.com / www.whentiesbreak.com