Como As etiquetas do pôquer

O pôquer é um jogo altamente competitivo e, ao mesmo tempo, divertido. E quando entra dinheiro na partida, o jogo geralmente ganha uma forte dose de adrenalina. É importante lembrar que, na maioria das vezes, você estará jogando apenas pelo diversão pura e simples, pelo entretenimento.

Jogadores profissionais de pôquer cultivam a paixão pelo jogo, e amam o que eles fazem. Você poderá ter a mesma mentalidade. Antes de tudo, o prazer. Ter isso em mente é a chave para o sucesso no uso das normas características do pôquer. A seguir, algumas "dicas", sugestões feitas justamente para proporcionar a você e a seus oponentes um jogo agradável.

Você pode ter decifrado ou interpretado uma jogada de outro jogador. Ótimo! Não compartilhe isso com outros. Ok! Então, você sabe que Bill está blefando com Bob. Não faça nenhum comentário tipo "alertá-lo, despertá-lo. Deixe-os fazer seus próprios jogos.

  • Não revele nunca sua mão: Se você está dobrando sua mão, esteja seguro de colocar suas cartas viradas pra baixo perto do carteador, que distribui as cartas. Expor sua mão vai permitir que os outros saibam que aqueles descartes são "cartas mortas" (Eles não irão surgir nas mãos de outros jogadores, e também não serão distribuídas pelo carteador). Isso será uma enorme vantagem/desvantagem para os outros apostadores que ainda estão envolvidos com suas mãos. Caso você exponha suas cartas acidentalmente, peça desculpas aos parceiros envolvidos naquela jogada. O pôquer é um jogo de ritmo rápido, e acidentes acontecem.
  • Não critique jogadas dos outros. O "cara" do teu lado está jogando como um idiota? Blefando exageradamente? Qualquer que seja o caso, você nunca queira falar mal, criticar quem quer que seja na mesa. Lembre-se: o prazer, a diversão acima de tudo. Você mesmo pode tomar uma decisão burra, e você não vai gostar que os outros esfreguem na tua cara o teu erro.
  • Não se gabe: Então, você está no topo do seu jogo. Você está levando um dinheirão do bolo de apostas. A sorte achou o caminho das suas mãos a noite toda e você está se sentindo um favorecido. Mas vangloriar-se disso, bancar o fanfarrão é comportamento de mau cavalheiro, é anti-desportivo. Além do mais, se fosse você que estivesse perdendo, ficando mais pobre, você não gostaria que alguém ficasse "cacarejando", tirando "sarro" em cima de você. Vocês estão apenas se divertindo, então porque criar tensões que poderiam até tirá-lo do seu jogo.
  • Não culpe nem acuse o carteador: você pode ter pegado uma rodada ruim de cartas. Pode até parecer que o distribuidor está a fim de pegar você. Por favor, entenda que o carteador não tem nenhum interesse em quem vai ganhar ou perder o jogo. Ele ou ela estão simplesmente tentando sobreviver, ganhar um trocado.
  • Segure a língua, refreie palavrões. Ok, este é um jogo onde entram emoções intensas, e um palavrão ocasional (um "p.q.p") vai escapar. Claro, somos todos adultos. Mas você nunca dirija um "palavrão explícito" diretamente para um jogador específico ou ao carteador. Se é uma linguagem circunstancial, isso seguramente não vai ofender os demais colegas na mesa. Qualquer que seja a situação, quando você recompõe a calma, recomenda-se pedir desculpas.
  • Não se esqueça da gorjeta: Num torneio ou rodada você deve sempre gratificar o carteador toda vez que você leva a mesa ou faz dinheiro. Numa roda de jogo você deve gratificar o distribuidor de carta sempre que você leva o bolo de apostas. Contudo, em apostas divididas, ou numa rodada de apostas "pre-flop", abrem-se exceções sobre gorjeta. Eu mesmo providenciei um link que detalha procedimentos apropriados para gratificação do carteador.


Flop - As três cartas que vêm acima, após o primeiro círculo de apostas.