Como identificar e tratar pancreatite felina

Pancreatite felina é uma doença séria que pode ser perigosa e dolorosa para seu gato. Este artigo cobre pancreatite felina, mas outras infecções podem causar sintomas similares. Para aprender como manter seu gato saudável, em geral, eu recomendo pegar uma cópia de Ultimate Cat Secrets.

Alguns fatos sobre pancreatite felina:

  1. O que é pancreatite?  Ela é uma dilatação do pâncreas, um órgão que produz enzimas digestivas e hormônios como a insulina. Quando o pâncreas está dilatado, as enzimas que ele produz podem entrar nos órgãos abdominais vizinhos. Por fim, isso pode causar danos no fígado, intestinos e outros órgãos internos que estão próximos do pâncreas.
  2. Quais são os sintomas da pancreatite? Pancreatite felina pode ser difícil de identificar. Como ela é normalmente marcada pelos vômitos, não são todos os gatos que apresentam esse sintoma. Outros gatos podem mostrar sinais de desconforto abdominal ou febre, embora estes sejam sintomas de diversas condições da saúde felina. Duas das coisas mais comuns observadas em gatos com pancreatite são perda de apetite e apatia.
  3. Como a pancreatite é diagnosticada? Já que todos os sintomas de pancreatite felina são associados a outras doenças, a única maneira de ter certeza é se seu veterinário fizer um exame de sangue do gato. Mesmo que um exame de sangue ou urina possa mostrar algumas irregularidades enzimáticas, a única maneira de ter certeza do diagnóstico vem de um teste conhecido como teste da Imunoreatividade da Lipase Pancreática. Já que muitos laboratórios não estão equipados para fazer o teste, seu veterinário pode ter que encontrar um mecanismo especial.
  4. O que causa pancreatite nos gatos? Infelizmente, ninguém realmente sabe. A condição não parece ser genética ou causada por qualquer outra situação.
  5. Como esta doença é tratada? Se seu gato é diagnosticado com pancreatite felina, seu veterinário precisará monitorar seu animal de perto para assegurar que não há maiores complicações. A dilatação pode ser tratada, como também a náusea e a perda de apetite. Além disso, seu gato pode precisar tomar injeções de líquidos ou tratamento IV para prevenir desidratação.
  6. Em casos sérios de pancreatite felina, seu gato poderá ter de parar de se alimentar ou beber água pela boca. Já que consumir comida estimula o pâncreas, ingerir alimento por via intravenosa permitirá que o pâncreas descanse.
  7. Já que a produção de insulina pode ser afetada pela pancreatite felina, problemas secundários como diabetes podem ocorrer. Se seu gato tem tido muitos surtos de raiva, seu veterinário pode sugerir testes sanguíneos regulares para monitoramento. É também comum para gatos com pancreatite sofrer de depressão, então, se essa é uma preocupação, lembre-se de mencionar isso para seu veterinário.
  8. Pancreatite felina é uma doença séria e pode ser fatal. Certifique-se de consultar seu veterinário se você suspeitar deste diagnóstico. Enquanto alguns gatos podem ter pancreatite crônica, muitos outros têm uma única vez e se recuperam totalmente.
Dicas rápidas:
  • Esta séria condição clínica deve ser tratada por um veterinário.