Como escrever uma peça de teatro

Escrever uma peça de teatro pode ser uma tarefa difícil, mas uma atitude muito gratificante. Colocar palavras na página com o objetivo de vê-las sendo atuadas na frente de uma platéia ao vivo é um exercício estimulante. Se você quiser tentar, aqui estão alguns apontamentos que eu tenho e gostaria de transmitir a você. Escrever peças, como qualquer outro empreendimento, requer prática e muita pesquisa. Estas são apenas algumas noções básicas. Espero que ajudem você a começar.

  1. Leia e veja muitas peças. Você pode já estar muito bem versado em dramas. Mas se você for como a maioria das pessoas, você estará mais familiarizado com a televisão e o cinema. Peças de teatro são diferentes na forma de exibição, e no que é exibido. O básico é o mesmo, você verá,  alguém quer alguma coisa e supera obstáculos para obtê-la. Mas note a ênfase no diálogo, as quebras nas cenas e atos, através do uso de iluminação, e os locais onde as pessoas entram e saem. Há muito que ver! Então, se você não estiver familiarizado com o processo de funcionamento do palco, ou a forma como são feitas as peças, ler e observar é um primeiro passo muito importante. Você também pode fazer um curso de formação em uma peça.
  2. Encontre os "elementos essenciais" da sua idéia. Às vezes, um escritor começa com um personagem que ele ou ela realmente gosta. Outras vezes, é um incidente, uma ação, que inicia um escritor no caminho da criação de uma história. Seja o que for que você prefira para começar, certifique-se de identificar os elementos essenciais: quem é o personagem principal? O que ele ou ela quer? O que ele ou ela tem de superar para conseguir isso? O que está em jogo (por isso que é importante ter algo em jogo). Então considere os personagens de apoio, e responda as mesmas perguntas para eles.
Quando eu ensinava Inglês, estudamos "A Raisin In The Sun" (O Sol Tornará a Brilhar). Esta é uma grande peça para analisar os elementos chave: cada personagem quer algo, é impedido de fazer, e tem algo a superar para conseguir esse objetivo. Isto é quase como os grandes dramas são feitos.

Brainstorm and outline. Once you have the major elements, spend serious time pre-writing, figuring out who each character is, what should happen and when, what needs to happen and when. At this point, you will also need to think about how long your story needs to be. Are you looking to write a quick ten-minute play or a four-act opus? Don't go crazy with the length if you're looking to actually sell this play, but do consider how long it's going to take to tell your story. \
  • Pense e resuma. Uma vez que você tenha os principais elementos, gasta seriamente o tempo no projeto, conceba quem é cada personagem, o que deveria acontecer e quando, no que precisa acontecer e quando. Neste ponto, você também precisará pensar em quanto tempo a sua história vai ter. Você vai escrever uma rápida peça de dez minutos, ou de uma de quatro atos? Não vá ficar louco com o tamanho se você estiver querendo realmente vender esta peça, mas considere  quanto tempo vai demorar para contar a sua história. Além disso, pense mais sobre seus personagens - o que eles realmente gostam? Qual a história de cada personagem? Como eles interagem? Descubra quem são seus personagens e escreva no enredo como (ou se) eles irão mudar ao longo da peça.
  • Quebre a história em atos, e em seguida em cenas. Como você deve saber, o ato é a principal unidade de um drama. É como uma espécie de grande capítulo, se você quiser, pensar nele como um livro. Uma peça pode ter um ato, três atos, quatro atos, ou mais. Mais uma vez, não vá enlouquecer com o tamanho, no entanto. Cada ato é composto por cenas - como uma espécie de mini-capítulos. Normalmente, uma cena ocorre em um momento, em um lugar, e é sobre um objetivo: a cena em que o pai fantasma de Hamlet quer saber a verdade sobre sua morte, a cena em que Hamlet quer dispensar Ofélia; a cena em que Hamlet pretende confrontar sua mãe sobre a traição.
Às vezes, as cenas podem ser quebradas em pedaços: uma personagem entra, persegue um objetivo, com o outro personagem, então a deixa; na próxima cena um novo personagem quer entrar em algo diferente. O tempo não foi à frente, o lugar não mudou, mas a meta da cena é diferente. A cena deve ser concluída dentro de si mesma, com um início, meio e fim em pequena escala.

Então, veja sua história e decida o que acontece, quando, e onde. Pense em cada momento do drama, em termos daquilo que está presente no conflito. Uma dica: use grandes momentos da história – picos, reviravoltas - para terminar seus atos. Não se apresse nesta etapa. Você vai ser grato quando se trata de tempo escrevendo, do que tempo reescrevendo!
  • Pondere o diálogo. O diálogo é fundamental para peças, que não podem contar com efeitos especiais, truques cinematográficos ou tecnologia para contar sua história da forma como filmes e a televisão podem fazer. Pense sobre o tipo de diálogo que pretende escrever: altamente estilizado? Enérgico e realista? Você vai utilizar um dialeto? À medida que você começa a escrever, considere como seus personagens vão falar.
  • Escreva! Eventualmente, você não pode deixar de fazer isso. Com o seu resumo, seu personagem principal, e seu desejo de escrever uma grande peça, você tem que sentar e colocar as palavras na página! Planeje a reescrita, também, porque nunca nada sai perfeito na primeira vez. Aproveite e boa sorte!