Como escrever um currículo objetivo

É a primeira coisa que os potenciais empregadores lêem, e pode definir o tom para o seu currículo completo. O objetivo que você listar em seu currículo pode fazer a diferença entre "manter a leitura" ou "largá-lo" nas mentes dos recrutadores das empresas, por isso vale a pena o seu tempo e atenção!

Abaixo estão algumas dicas sobre como criar um currículo objetivo, exato e atraente para o leitor, com o que você precisa considerar antes de submeter um objetivo:

1. Escreva do Ponto de Vista do Empregador.
 
É o seu currículo, então faz sentido que seu objetivo deva ser sobre o que você está procurando, certo? Mas, como em tantas coisas relacionadas com a procura de trabalho, o truque é compor um objetivo que fale o que o potencial empregador está procurando.

     1. Adicione valor. A única e melhor maneira de vender a si mesmo - em seu currículo, carta, e qualquer outra aplicação material - é relacionar a sua capacidade de agregar valor a uma empresa. Por exemplo: "Busco uma posição em Marketing, onde 20 anos de experiência podem ajudar a avançar os objetivos da empresa." Agora, se você fosse o potencial empregador, isso soaria como melhor negócio do que alguém que colocasse “20 anos de experiência para utilização”. Utilizar o quê? Use a sua primeira oportunidade para "alavancar", revelando exatamente como você pode ajudar a empresa.
 
     2. Evite o “texto egocêntrico”. Você quer fazer sua carreira avançar? Você quer alcançar suas metas subindo a escada corporativa? Vendo os mais objetivos currículos, isso é importante para quase todos os caçadores de emprego. Mas os empregadores não estão terrivelmente preocupados com o que você quer - pelo menos não antes que você estar empregado e provar ter valor inestimável para a empresa. Evite frases como "minha carreira", "eu quero" e "ofereço-me"

     3. Fique longe dos clichês. Os recrutadores lêem dezenas de currículos a cada dia, que incluem termos como "utilizar minhas habilidades." Parece preguiça ou, pior, que você não sabe o que está fazendo, e não pode racionalizar para refletir o trabalho que você quer exatamente, e que trará a tona.

     4. Tome cuidado com os adjetivos. Chances existem, de você ter cometido erros com os adjetivos no passado, e nem sequer ter percebido isso. Listar seu desejo de um trabalho “desafiador”, por exemplo, pode não ajudar, e pode levar potenciais empregadores a pensar "seria o contrário de chato?” ou “ele está querendo garantir uma posição dentro de uma empresa “que evolui”. E a maioria das pessoas não prefere uma empresa que não se prenda ao século 19?” Pode parecer uma coisa pequena, mas os adjetivos podem falar muito sobre você. Suas descrições podem destacar-se como banais, ou simplesmente fazer o leitor pensar, "dãã..." Lembre-se que todas as palavras contam.

2. Ponha o Objetivo Certo para o Trabalho Certo.

Há tantas variáveis no processo de procura de emprego. Mas se você está se candidatando a trabalhos específicos ou em prospecção por qualquer lugar, ou na tentativa de ter uma significativa mudança de carreira, seu objetivo poderá ajudar ou prejudicar a sua causa.

     1. Seja o mais específico possível. Se você está respondendo ao anúncio de um emprego definido, certifique-se de que o gerente recrutador saberá disso ao ler seu objetivo. Isso não significa que você deva incluir, onde você viu o anúncio ("buscando a posição anunciada no jornal da cidade"), mas sim, que o leitor deverá compreender através das palavras no seu objetivo, que você está respondendo ao anúncio. Em vez de um "buscando uma posição de vendas na Empresa X", diga, "buscando a posição de Gerente Contábil no local ABC". Mas, se você não está se candidatando a uma vaga específica, veja abaixo.


     2. Deixe-o por completar, se você está em prospecção. Usar um objetivo é uma maneira poderosa para abrir um currículo e destiná-lo ao trabalho que você está interessado. Mas se você está se candidatando para vagas de emprego em potencial, numa determinada empresa (sem conhecer o trabalho real que estará qualificado) ou está usando o seu currículo para uma área (postá-lo em um grande site de emprego online ou enviá-lo em uma feira de empregos), retire completamente o objetivo. Só vai servir para limitar o número de respostas que você terá. Deixe o resto do seu currículo vender a sua força e experiência, e cruze os dedos para que você tenha uma vaga.

     3. Seja preciso num currículo de mudança de carreira. Quando você está mudando de carreira, um bom objetivo é ainda mais importante. Se você não indicar isso explicitamente no seu objetivo, o recrutador poderá observar seu currículo, e perguntar por que um designer gráfico iria enviar um currículo para uma posição de contabilidade. Certifique-se de dizer algo como: “buscando uma posição de contabilidade de nível inicial, onde 10 anos de experiência em negócios globais possam ser aplicados para aumentar a satisfação do cliente.”