Como formatar um currículo

Se você aprendeu a escrever um currículo há mais de 10 anos atrás, você pode estar pensando: "Eu não sabia que havia diferentes formatos." Isso porque, até recentemente, a maioria dos trabalhadores estavam bastante previsíveis: eles permaneciam na mesma empresa, ou, pelo menos, na mesma area de trabalho, ao longo das suas carreiras. Poucas pessoas mudavam de carreira profissional, e eles certamente não mudavam de carreira de três a cinco vezes como muitos trabalhadores fazem hoje.

Todo mundo aprendeu a escrever um curriculo cronológico porque isto fazia sentido. E é ainda um formato viável para muitas pessoas, mas há um mundo novo de possibilidades lá fora. Abaixo está um esboço de formatos populares e uma lista de quando são mais úteis.

Step 1:

Currículos cronológicos

Estas são ainda as mais usadas, por duas razões:

•    A maioria das pessoas se candidatam a empregos que são relativamente semelhantes  à posição que ocupam atualmente.

•    É o curriculo mais comum.

Curriculos cronológicos são perfeitos para mostrar o seu crescimento dentro de uma área do emprego e progresso na carreira. Use este formato quando você estiver:

•    Aplicando para uma posição dentro da mesma área.

•    Candidatando-se a uma promoção na mesma empresa.

Para formatar este tipo de currículo:

•    Comece com o seu objetivo, faça uma lista específica do que você esta interessado em trabalhar, ou a área de interesse , onde você coloca alguns dos seus pontos mais fortes.

•    Proximo é o Work Experience ou experiência de trabalho. Em ordem cronológica, coloque os lugares onde você trabalhou, datas de emprego, e tarefas importantes.

•    Adicione a sua terceira Educação (supondo que você tenha estado fora da escola, pelo menos, cinco anos e têm construido a sua carreira, desde então), e inclua qualquer treinamento ou certificado especial que você recebeu.

•    Termine com uma lista de habilidades especiais, onde você descreve estas habilidades que podem não estar diretamente relacionadas com o cargo para o qual você está aplicando, mas
são atividades importantes  ( informática, línguas estrangeiras, etc.)

Step 2:


Currículos funcionais.

Curriculos funcionais são o segundo formato mais popular  porque eles podem ser usados tanto para destacar e esconder certos elementos. Esse formato é ótimo para definir e enfatizar habilidades únicas. Para melhor ou pior, ele não sublinha o trabalho que você realizou, por isso tenha certeza que você entende isto antes de colocar um curriculo funcional. Use este formato quando você estiver:

•    Mudando carreiras ou area de trabalho.

•    Voltando ao trabalho após uma ausência (para ficar em casa com os filhos, uma doença, etc.)

•    Jovens que começam a trabalhar pela primeira vez.

Para formatar este tipo de currículo:

•    Comece com o seu objetivo ou sua area de interesse. Isto é especialmente importante, com um currículo funcional, que pode incluir informações de várias áreas de trabalho ou carreiras.

•    A seguir liste  todas as suas experiências em rúbricas diferentes. Por exemplo: Experiência em vendas vai incluir tudo que você tiver feito em vendas, todos os seus  trabalhos. Experiência
Organizacional irá incluir tudo o que você já fez nessa categoria, etc

•    Terceiro é a atual categoria de emprego. Em ordem cronológica , liste o seu empregador, datas de emprego, e o título. Não coloque as responsabilidades de seu trabalho, tudo que voce sabe fazer já descrito acima.

•    Agora adicione a seção de Educação.

•    Concluir com a seção habilidades adicionais.

Step 3:


Curriculo técnico.

Como o próprio nome indica, o curriculo técnico é ideal para pessoas que procuram trabalhos na area técnica. Feito corretamente, ele também destaca a estabilidade. Use este formato quando você estiver aplicando para um trabalho técnico e têm muita experiência.

Para formatar este tipo de currículo:

•    Comece com uma seção Perfil que lista seus pontos fortes e habilidades.

•    A seguir adicione uma seção que lista a sua experiência, empregos e responsabilidades associadas em ordem cronológica. (Porque os formatos técnicos estão direcionados à indústrias, se
assume que você não precisa esconder lacunas ou mudanças de carreira.)

•    No final, inserir a seção Educação, e incluir qualquer habilidade adicional, certificados, cursos, etc

Step 4:


Curriculum Vitae.

Muitas pessoas usam "Curriculum Vitae" e "currículo" alternadamente. Mas, tecnicamente, um curriculum vitae é utilizado especificamente para uma area acadêmica. É um formato que acentua ensino, publicações, pesquisas e experiências. Use um curriculum vitae, quando você estiver aplicando para uma posição acadêmica ou de pesquisa.

Para formatar este tipo de currículo:

•    Comece com a sua seção da Educação, mesmo que você tenha estado fora da escola há anos. Em ordem cronológica, listar os seus diplomas, onde foram adquiridos,  suas áreas de estudo ou pesquisa, e teses temáticas.


•    Em seguida, em ordem cronológica , liste sua seção prática (para educadores que também possuem um diploma de licenciatura em áreas como a psicologia, bem como pesquisadores) ou seção de Ensino ( para curriculos academicos). Ambos são  equivalentes na experiencia de trabalho da maioria dos curriculos das pessoas que procuram trabalho. Se você precisa tanto da seção Prática quanto de Ensino,  liste a Prática  primeiro.

•    Em terceiro lugar, liste a sua seção de Pesquisa (se aplicável). Discutir em quais projetos você trabalhou , quem supervisionou, quais foram os resultados de sua pesquisa, e qualquer outras experiências em destaque.

•    Adicione a sua seção de publicação , listando todos os jornais em que foi mostrado seu trabalho.

•    Terminar com uma seção de Afiliação  , seguido de uma  seção de prêmios honra ao mérito que você recebeu.