Como criar uma carta de apresentação para seu currículo

A carta de apresentação é a primeira coisa que um possível empregador vê, por isso é fundamental que ela prenda a atenção deste e não a perca mais. Há duas escolas de pensamento quanto a como devem ser as palavras iniciais de uma carta de apresentação: alguns advogam começar com uma pergunta retórica ou um comentário divertido para prender a atenção, enquanto outros acham que este procedimento não é muito profissional. Não é uma boa tática para a maioria das pessoas, porque pode não dar bons resultados. Só considere esta abordagem se estiver se candidatando a um trabalho muito criativo. Caso contrário, prefira o óbvio; descreva o trabalho para o qual está se candidatando, e onde você viu o anúncio publicado, se possível. Dessa forma, a pessoa que está lendo sua carta de apresentação não tem que ficar fazendo adivinhações.

Nos dois parágrafos seguintes, destaque os pontos que o tornam perfeito para este trabalho. Pode ser o seu histórico profissional, seus diplomas ou certificados, suas habilidades ou uma combinação dessas coisas. Mas se você está se candidatando a uma vaga para ensinar, por exemplo, a carta de apresentação não é o local para informar que você é um soldador certificado, a menos que você vá ensinar soldagem.

O fechamento deve deixar claro que você está muito interessado em conversar mais com o empregador em potencial, sobre como você pode ajudar a sua empresa. Um erro que muitas pessoas cometem, quando procuram trabalho, é esquecer qual é a real finalidade de uma carta de apresentação e um currículo. A finalidade não é garantir a vaga; em vez disso, o seu objetivo é obter uma entrevista. Então não se esqueça de pedir uma entrevista!

Outras dicas que irão turbinar a sua carta de apresentação:

  • Enderece-a a uma pessoa específica. Se possível, pesquise quem está analisando os currículos e tomando a decisão de contratar, para o trabalho que você deseja. Às vezes essa informação estará no anúncio mas, se não estiver, não tenha receio de fazer um pouco de trabalho de detetive. Muitas vezes é muito fácil, simplesmente uma questão de telefonar e perguntar!
  • Não imprima uma versão invariável e padronizada da sua carta de apresentação, pensando em grudá-la em todas as cópias de seu currículo. Você deve personalizar completamente a sua carta de apresentação, para a empresa e o emprego que está procurando.
  • Foque sobre a empresa. É tentador descrever em sua carta de apresentação o que você espera do trabalho ou da empresa: fazer avançar sua carreira, aprimorar seu conjunto de habilidades, ou alcançar postos mais altos. Mas, as empresas querem saber o que você pode fazer por elas. Estruture sua carta de apresentação de maneira que ela apresente os talentos e experiências que você disponibilizará. Haverá tempo mais tarde para falar sobre como você vai se beneficiar do relacionamento profissional.
  • Deixe que saibam que você fez sua lição de casa. Teça pelo menos um comentário sobre algum fato relacionado à empresa, em algum lugar de sua carta de apresentação. Por exemplo: "Embora a Empresa X tenha tido o impressionante desempenho de $ 5 milhões em vendas durante o último trimestre, creio que meu marketing poderia ajudar a Empresa X a alcançar resultados ainda melhores no próximo trimestre."
  • Limite as suas palavras. Muito poucas folhas de rosto precisam ocupar mais do que uma página. Os empregadores em potencial são como todas as outras pessoas: estarão mais propensos a ler uma carta concisa de quatro parágrafos do que uma assustadora carta de oito parágrafos.
  • Não refaça o conteúdo do seu currículo. Assumindo que sua carta de apresentação acompanha o seu currículo, o potencial empregador, ou o gerente que está contratando, vai chegar ao seu currículo. No máximo, destaque os dois ou três aspectos mais expressivos de seu currículo, para dar ao empregador uma idéia do que está por vir.
  • A estética é importante. Imprima a sua carta de apresentação em papel de alta qualidade, branco (do mesmo modo que seu currículo!), e não grampeie nem dobre esta folha.
  • Revise, e revise outra vez. Nada afasta tanto um potencial empregador quanto uma carta de apresentação com erros ortográficos ou gramaticais. Talvez você pense que tudo está correto se usar o corretor ortográfico do computador, mas isso não salva você de erros como confundir "e feito" e "efeito", por exemplo. Depois que você revisar sua carta de apresentação duas vezes peça a um amigo seu, gênio da gramática, para revisá-la também.
  • Não faça seu potencial empregador adivinhar as coisas. Na parte inferior de sua carta de apresentação inclua o número(s) onde poderá ser encontrado, caso precisem de mais informações, ou se quiserem (assim espero!) agendar uma entrevista. Sem dúvida, você vai incluir o seu número de telefone em seu currículo, mas também pretende tornar tão fácil quanto possível, para a empresa, chegar até você.