Como tratar cinomose canina

O vírus da Cinomose Canina é o causador da Cinomose Canina, contagioso para outros cães, que pode ser evitado mas não curado. Este vírus costuma ser fatal para o cão que o contrai, porque afeta os sistemas respiratório, gastrintestinal e nervoso central do animal.

A Cinomose Canina é altamente contagiosa entre cachorros, especialmente os mais jovens. A infecção ocorre pela respiração de partículas existentes no ar, que contêm o vírus da Cinomose Canina, e pelo contato com fluidos corporais infectados, incluindo alimentos e água contaminados com estes fluidos.

Os sintomas da Cinomose Canina são listados abaixo. Observe, no entanto, que uma ligeira febre a uma leve depressão podem ser os únicos sinais da Cinomose Canina no momento em que esta se instala.

  • Febre
  • Falta de apetite
  • Inflamação dos olhos
  • Nariz escorrendo
  • Olhos lacrimejando
  • Letargia
  • Depressão
  • Diarréia
  • Tosse
  • Respiração acelerada
  • Vômito
  • Hipoplasia do esmalte
    • Em filhotes, rápida erosão dos dentes que ainda não estavam esmaltados
  • Hiperqueratose
    • As plantas dos pés e o nariz endurecem
Pode ser difícil diagnosticar com certeza a infecção por Cinomose Canina. Para diagnosticar seu cachorro com Cinomose Canina, seu veterinário analisará o seguinte:
  • Histórico de vacinação
  • Exame clínico para observar sintomas físicos
  • Amostra de sangue retirada para exames de sangue  
    • Os veterinários procuram por certas células indicativas da presença do vírus da Cinomose Canina
    • Os veterinários procuram por certos antígenos virais da Cinomose Canina, utilizando proteínas contendo substâncias químicas fluorescentes capazes de se ligar aos antígenos, tornando-os visíveis
    • Os veterinários procuram por material genético do vírus causador da Cinomose Canina, realizando uma reação polimerase em cadeia.
  • Fluido cerebrospinal extraído
    • Os veterinários procuram por anticorpos para o vírus da Cinomose Canina
    • Os veterinários procuram por níveis elevados de proteínas específicas, e células indicativas do vírus da Cinomose Canina
Após o diagnóstico da Cinomose Canina, feito por seu veterinário, o tratamento poderá incluir o seguinte:
  • Ambiente limpo e aquecido, sem correntes de ar.
  • Uma higiene que inclui manter os olhos e o nariz livres de secreções
  • Medicações  
    • Anti-náusea 
    • Anti-vômito
    • Contra diarréia
    • Antibióticos
    • Anticonvulsivos
    • Broncodilatadores
  • Restauração do esmalte dos dentes de filhotes
  • Hidratação
Prognóstico para Cinomose Canina
  • Incurável
    • Depois que o cão contraiu a Cinomose Canina, ele sempre será portador do vírus.
  • Em geral, é fatal
    • A maioria dos cães morre entre a segunda e a décima segunda semana do tratamento.
    • Os cães que sofrem de uma propagação rápida e complicações neurológicas severas, geralmente são humanamente sacrificados
  • Se seu cão sobreviver à Cinomose Canina
    • Podem ocorrer enfermidades crônicas ou fatais do sistema nervoso central.
  • Cães com um caso menos sério de Cinomose Canina
    • Têm uma chance de recuperação
    • Podem ter sintomas durante muitos meses
Prevenção da Cinomose Canina
  • Vacinação
    • Anualmente para prevenção
    • Num prazo de 4 dias após a exposição (observe que não existe a probabilidade de a vacinação ser efetiva em evitar a doença quando é aplicada depois de a infecção ocorrer)
  • Isolar os cães infectados
    • Para evitar a propagação da doença para outros cães da família
  •  Cuidados com a área contaminada por cães infectados
    • Limpar utilizando uma solução de água sanitária e água
    • Isolar a área de outros cães, por pelo menos um mês.
A Cinomose Canina é facilmente evitada com uma simples vacinação anual. Esta medida de prevenção pode poupar, a um cão e ao seu dono, sofrimentos desnecessários.