Como tratar a artrite canina: Questões e problemas quanto à saúde canina

Os cães, como seres humanos, podem contrair artrite quando envelhecem. A artrite canina é uma condição que afeta muitas raças, e é uma doença grave que deve receber a atenção do dono do animal. Este artigo pode ajudá-lo a fazer observações informadas, se você está preocupado por seu cão talvez estar com artrite.

  • Artrite canina: o que é? O assunto da saúde canina frequentemente inclui considerações sobre a artrite.  A artrite canina é a inflamação ou inchaço das articulações, em um cão. Este inchaço causa dor ao cão quando ele se move e, em casos mais sérios, há dor mesmo quando ele está parado. A artrite canina é uma condição que piora à medida que o cão envelhece, e rapidamente se torna um  dos problemas mais sérios de saúde canina, porque afeta a capacidade de andar de seu amigo. Um em cada cinco cães, com idade superior a sete anos, é afetado de alguma forma pela artrite. Embora seja mais raro, a artrite pode estar presente em cães mais jovens também. As formas mais comum da artrite canina são a reumatóide, osteoartrite e artrite séptica.
  • A artrite reumatóide ocorre quando o sistema imunológico do cachorro cria anticorpos que matam as proteínas do corpo, obviamente um dos problemas mais sérios dos cães. A cartilagem nas articulações torna-se inflamada, como resultado da resposta autoimune. Normalmente são administrados esteróides para matar os anticorpos e fortalecer o tecido ao redor das articulações.
  • Osteoartrite. Esta forma da doença é quase genética, começando com o inchaço em torno das articulações, e piorando com a idade. Os efeitos do inchaço fazem a cartilagem e o osso enfraquecerem na articulação. Em alguns casos, a condição piora tão rapidamente que o dono não terá dificuldades em identificar a dor de seu cachorro. No entanto, a osteoartrite pode ser um processo lento, às vezes é tão lento que é difícil para o dono reconhecer.
  • Artrite séptica ocorre quando uma infecção no sistema do cachorro atinge a articulação. A infecção se desloca através da corrente sangüínea, e se instala na articulação.
  • Sintomas. Como você sabe se Fido está com problemas de artrite? A seguir estão alguns dos sintomas comuns a procurar:
    • O cão manca
    • Letargia.
    • Hesitação para pular.
    • Notável diminuição do desejo de ir para passeios ou de subir escadas.
    • Rigidez na parte da manhã.
    • Sinais de claudicação ou espasmos ao usar as articulações da perna.
    • Ganidos e latidos atípicos antes do início ou durante o exercício.
  • Causas. Cada forma de artrite pode ser associada a diferentes causas.A artrite séptica, como já mencionado, é o resultado direto de uma infecção na corrente sanguínea. A osteoartrite normalmente é genética, e a artrite reumatóide  geralmente é um sub-produto de uma falha autoimune no organismo. A displasia do quadril também pode ser uma causa desta forma de artrite na área do quadril. Essa condição descreve a formação anormal do osso do quadril no cão; em essência, os cães com este deslocamento nasceram com as articulações do quadril soltas. Esta formação anormal cria inchaço e os problemas associados com a artrite canina. Exercício excessivo e repetidas lesões à mesma parte do corpo também podem ser causas de artrite canina.

    A idade e o tamanho também podem levar à artrite. Os cães, especialmente os maiores, frequentemente desenvolvem problemas de artrite. No caso de artrite em cães maiores, a culpada frequentemente é a Osteoartrite sob a forma de displasia do quadril.
  • Tratamentos:
    • Medicação. Existem maneiras de lutar contra essa doença e aliviar o desconforto. Como discutido acima, normalmente administra-se medicação para dor aos cães que sofrem de artrite osteopática. É importante conhecer os possíveis efeitos colaterais das medicações que você está dando o seu cão. Vômito, diarréia, náusea e perda de pelo são alguns efeitos colaterais típicos da medicação para dor em cães, mas o uso prolongado pode até levar a problemas nos rins e fígado.
    • Natural. Suplementar a dieta de seu cão com sulfato de glucosamina e sulfato de condroitina ajuda a prevenir a deterioração da cartilagem. Os sulfatos de glucosamina e de condroitina carregam líquido para as articulações, aumentando assim a lubrificação da cartilagem. Isto promove um movimento mais suave dos ossos e músculos para o seu animal de estimação, além de matar as perigosas enzimas que atacam a cartilagem. Você pode obter comprimidos para o seu cão receber junto com as refeições. Vegetais, particularmente o salsão, também são ótimos para fortalecer as articulações. Corte ou misture alguns legumes e adicione a mistura no prato de seu cão aa próxima vez que ele fizer uma refeição. Não use cogumelos ou cebolas, porque às vezes podem ser tóxicos para os cães.
  • Prevenção:
    • Gordura ruim e gordura boa. Mantenha seu cão saudável através da monitoração dos seus hábitos alimentares. Cães maiores e com excesso de peso têm maior tendência à artrite canina, por causa do excesso que carregam. Filhotes que ganharam peso rápido demais às vezes desenvolvem deslocamento da articulação. Lembre-se, frequentemente um cachorro gordo não é um cachorro saudável e feliz.

      Há deficiência dos ácidos graxos Omega 3 na dieta de muitos cães. O Ómega 3 ajuda a regular a pressão nas articulações. Cápsulas de óleo de peixe, disfarçadamente misturadas em uma saborosa guloseima de carne, são uma excelente fonte de "boa gordura" para o seu cão.
    • Mantenha-no quente. Os cães, como seres humanos, podem ficar doloridos em um clima úmido e frio. Mantenha a área de dormir de seu cachorro agradável e aconchegante, com cobertores e uma cama confortável. O frio endurece as articulações e torna os movimentos mais difíceis e doloridos. Se o seu cão é mais velho e tem sintomas de artrite, não o deixe fora de casa à noite, mesmo no verão, quando o vento e a umidade estão presentes.
    • Cirurgia. A artrite canina, em alguns casos, pode ser prevenida por cirurgia. Os médicos utilizam o equipamento de raio-X para encontrar deformidades nas articulações. A cirurgia corrigirá a falha, mas não pode garantir o seu cão não vai desenvolver algum grau de artrite com a idade. A cirurgia também pode ser feita em um cão que está envelhecendo; a recolocação total do quadril é uma opção para cães com uma displasia séria do quadril, e a artrite associada. Este método pode uma grande carga sobre um cachorro, e a recuperação pode ser dolorosa. Se você puder prevenir a artrite ou diminuir os seus efeitos com as soluções mencionadas acima, faça-o. A prevenção, começando desde a mais tenra idade, é a melhor resposta.


Trabalhe com seu veterinário para entender exatamente a natureza e a intensidade da doença de seu cachorro. Juntos, escolham a melhor via de tratamento, e permaneçam positivos. É melhor, para você e seu cachorro, terem uma boa atitude para combater esta dor. Lembre-se, também, que as pequenas coisas podem melhorar a qualidade de vida de seu cão. Construa uma rampa para o seu cão correr; erga o prato de comida um pouco mais alto, assim o cão não tem que usar tanto o pescoço; certifique-se de que a área onde o animal dorme é de fácil acesso, sem ser necessário saltar ou subir escadas. Massagens são excelentes para a doença do cão. Tratar seu cachorro com artrite como se fosse um parente humano, com pequenas ações de consideração como estas.