Como criar cavalos

Criar e cuidar de uma égua grávida, para não falar de um potro, é uma grande decisão e responsabilidade. Há muitas coisas a se considerar depois decidir reproduzir sua égua. Se você não está familiarizado com a reprodução e com os cuidados de uma fêmea grávida, o melhor é procurar ajuda profissional sobre reprodução e ter alguém que possa ajudar a responder qualquer pergunta ou preocupação que você possa ter. Algumas das coisas que precisam ser levadas em consideração antes mesmo da reprodução ocorrer são:

  1. A época do ano – As éguas têm um acasalamento natural. A maioria das éguas têm cios regulares durante a primavera e verão, cessando durante o outono. Estes cios são acionados por um clima mais quente, que estimula o cérebro a produzir hormônios reprodutivos. Com alguns cavalos puro sangue, a luz artificial e o calor - como a luz elétrica em estábulos – farão a égua procriar mais cedo e dar a luz o mais perto do 1º de janeiro possível (o aniversário oficial de todos os cavalos puro sangue de corrida). Mas normalmente, os meses mais comuns para uma égua dar a luz é a partir de maio até julho. Então, sabendo que o período da gestação duma égua dura onze meses, o melhor momento para fazer a égua procriar é de junho a agosto.
  2. Prós e contras de se reproduzir - Apesar de existirem vantagens em fazer sua égua procriar, há pontos negativos também. A maioria das éguas não tem qualquer dificuldade na gestação e tem um parto bem sucedido, mas às vezes surgem problemas. Quando pensar em procriar sua égua, você precisa se certificar de que tem tempo para o trabalho duro e instalações especiais, tal como uma área separada a fim de afastar o potro. Reproduzir puro sangues pode ter um benefício financeiro, já cruzamentos entre raças não oferecem tanto, apesar de gerar potros amigáveis. Com os garanhões você não tem que preocupar-se depois da procriação, mas há incidentes que podem acontecer durante o cruzamento que podem causar danos, como a égua chutá-lo.
  3. Idade para a reprodução - A maioria das éguas são capazes de procriar em seu primeiro cio, com cerca de 18 meses de idade, até que elas parem de ter cios regulares. A maioria dos criadores gostam de começar quando a égua tem quatro anos porque ela já parou de crescer nessa idade. Às vezes, a égua ainda pode reproduzir com mais de 15 anos. Com garanhões, a maioria dos criadores tentam dar adestramento quando o garanhão tem dois anos, a fim de que ele seja mais fácil de lidar quando começar a reproduzir com três ou quatro anos. Não inicie a reprodução de seu garanhão muito jovem ou você nunca mais vai conseguir treinar ele.
Se você já considerou tudo isso e ainda quer procriar seu cavalo, muito bem, ter um novo potro é sempre emocionante! Você continuará uma grande linhagem, com atributos que anteriormente te convenceram a criar seu cavalo. A reprodução é uma ação natural para os cavalos e há muitas maneiras de se realizar essa tarefa. Existem três formas básicas que os criadores de cavalo utilizam para fecundar uma fêmea:
  1. Inseminação artificial - Esta forma de reprodução é mais comumente utilizada em cavalos caros. A inseminação artificial permite a você a escolher as características que deseja para a raça, embora possa ser muito caro obter sêmen. O sêmen é retirado de um garanhão enquanto ele tem relações com uma égua  "falsa" e ejacula em um tubo. A coisa boa deste tipo de reprodução é que a maioria das amostras são verificadas em relação a fertilidade.
  2. Reprodução aberta ou descontrolada - A maior parte do tempo o domador, quer do garanhão ou da égua, vai conduzir seu cavalo para o estábulo de outro domador, onde a égua e o garanhão são colocados juntos e são permitidos reproduzir naturalmente. Este é o procedimento mais natural e mostra-se bastante bem sucedido, embora possa demorar várias tentativas, dependendo dos cavalos.
  3. Reprodução monitorada ou controlada – Essa é quando ambos domadores estão no local com seus cavalos. Eles normalmente ficam no cabresto e sendo conduzidos, o domador do garanhão pode ter um chicote ou outro dispositivo para que possa manter o garanhão sob controle. Esta é uma das formas mais perigosas de se reproduzir, porque nunca se sabe como a égua ou o garanhão vão reagir e isto coloca você no meio, por assim dizer.
Assim que estiver concluída a reprodução, espere pelo menos um mês (a época que a égua vai estar no cio) para marcar uma consulta com o veterinário. Ele pode confirmar se sua égua está realmente grávida. A maioria dos criadores oferecem garantias, de modo que se a égua não ficar grávida, você pode tentar de novo até que ela fique. Assim que a reprodução estiver confirmada, é seguro continuar exercitando e montando na égua. A maioria delas pode ser montada até que estejam com a data certa para parir, dependendo do tamanho da égua.